Curso técnico em Química abre portas no mercado de trabalho

O curso é fornecido de forma gratuita no Colégio Estadual Souza Naves e está com inscrições abertas

Publicado: 09/11/17 • 16h43
Atualizado em: 14/11/17 • 18h39

O Curso Técnico em Química ofertado no Colégio Estadual Souza Naves já formou em torno de cem profissionais para o mercado de trabalho em cerca de oito anos de existência. Segundo o coordenador do curso, Antonio Martins, o professor Toninho, o aluno do curso técnico é capacitado para trabalhar em um laboratório de Química, existente nas fábricas que têm análise de qualidade. "É a capacitação do aluno para o mercado de trabalho dentro da área de Química", destacou.

O público-alvo são alunos que já finalizaram o Ensino Médio. De segunda, quarta e sexta, os alunos têm quatro aulas e as terças e quintas, são cinco aulas. No total, o aluno passa por cerca de 1800 horas-aula no curso que tem duração de dois anos e conta com um corpo docente de sete professores. As turmas são formadas de acordo com a demanda, a cada seis meses, possuindo cerca de 35 alunos. Os formandos têm facilidade de entrar no mercado de trabalho após o curso. "Já tivemos muitos alunos que fizeram estágio na empresa e a empresa os contratou", afirmou o professor. As inscrições já estão abertas no Colégio Souza Naves. Para se inscrever, é preciso levar os documentos pessoais e certificado de conclusão do Ensino Médio. Quem quiser, pode ir até o local à noite conhecer o laboratório.

Atividades

O colégio conta com dois laboratórios totalmente equipados para as atividades práticas. "Ele tem todo o conhecimento de laboratório, de equipamentos, de reações químicas em quase todas as áreas, para quando ele entrar em um laboratório, ele tem noção do que ele vai fazer", afirmou Toninho. O curso possui quatro períodos de seis meses. "No primeiro período, ele vê bastante teoria", explicou. Além disso, a formação é complementada por aulas de língua portuguesa e técnicas de relatório. "No segundo período, ele já começa a trabalhar no laboratório, é prático", contou Toninho. "No terceiro período, além de teoria e muita prática, ele vai para o estágio obrigatório e já começa a ser encaminhado para as empresas que tem laboratório", disse o professor. O quarto, assim como o anterior, também prevê um período de estágio. "Durante o curso, ele tem 80 horas para cumprir dentro da empresa", completou.

Os alunos do curso técnico ainda participam de um projeto de produção de cerveja, em parceria com os outros cursos ofertados no colégio: Informática, Meio Ambiente e Administração. "A Química se preocupa com a parte química da cerveja, a produção química do produto", revelou Toninho. A turma ainda produz outros produtos como detergentes, desinfetantes, sabão e água sanitária. "Esses produtos às vezes são utilizados na escola e outras vezes os alunos levam para casa", explicou o professor.



Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.