Projeto escolar rolandense é reconhecido em esfera nacional

Alunos da Escola Municipal Maria do Carmo Campos realizaram o Projeto Horta e aprenderam alimentação de forma mais divertida

Publicado: 28/12/17 • 19h43
Atualizado em: 04/01/18 • 15h10

Um projeto da Escola Municipal Maria do Carmo Campos, no Conjunto Domingos Neves em Rolândia, foi classificado para a final em um projeto nacional do MEC sobre Educação Alimentar e Nutricional. O projeto foi coordenado pela pedagoga Andrea Ferreira Neves e desenvolvido em parceria com o Centro de Convivência do Idoso (CCI), que fica ao lado da escola. Para Andrea, o maior prêmio além da classificação é o reconhecimento e o impacto positivo na vida dos alunos e famílias. “A gente ganha vendo a criança aprender, descobrir, ver coisas novas e se encantar na horta e fazendo receitas culinárias”, declarou. “Ver o nome da nossa escola em escala federal foi 10, para mim já valeu”, acrescentou.

Tudo começou no início do ano, quando Rosane Benazi, gerente de projetos da secretaria de Educação, apresentou o projeto e insistiu que Andrea inscrevesse a escola. “A princípio, eu não queria participar, porque na nossa escola não temos espaço”, afirmou. Andrea contou que o projeto foi diferente do que eles costumavam participar até mesmo na inscrição, minuciosa e complicada. “Eu já estava desistindo, porque a gente não tinha a horta na escola, não tinha espaço e a Rosane insistiu”, revelou. “E quando veio a 1ª etapa eu gostei bastante”, acrescentou.

A coordenadora conversou com Marlei de Oliveira, coordenadora do CCI, e firmou uma parceria para usar a área verde do local, onde os alunos fizeram uma horta e tiveram apoio total da agrônoma Angélica Rosenthal e de Laércio, o verdureiro. Além disso, a diretora da escola Sandra Alves da Silva e nutricionista Horaci Jaqueline Silva Souza Ribeiro foram fundamentais para o sucesso das atividades.

O projeto durou de abril a novembro e incluiu os 28 alunos de 5 a 6 anos da Educação Infantil, da professora Michele Cristina Zidoi, que abraçou a iniciativa. Apesar de ser chamado de Projeto Horta, ele englobou toda a parte de alimentação e nutrição em seis etapas com temas envolvendo alimentação saudável, prevenção da obesidade e desperdício de alimentos. Todos os assuntos se entrelaçaram com várias disciplinas. Ao longo das etapas, eles conheceram a Agricultura Familiar, plantaram, colheram, experimentaram alimentos e até fizeram vitaminas e receitas como o bolo de pinhão, alimento regional paranaense.

A Escola Maria do Carmo Campos cumpriu todas as etapas da Jornada da Educação Alimentar e Nutricional no prazo e Andrea acredita que este foi o motivo da classificação. O resultado final da premiação nacional será divulgado em janeiro. O MEC ainda vai encaminhar um Certificado de Menção Honrosa ao nutricionista, a diretora da escola e a coordenadora da jornada.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.