Câmara devolve R$ 780 mil ao município

Dinheiro foi economizado pelo Legislativo e parte será usada para recape da estrada do Bartira

Publicado: 02/01/18 • 10h11
Atualizado em: 14/01/18 • 15h37

A Câmara Municipal de Rolândia finalizou o ano devolvendo R$ 780.257,70 aos cofres da Prefeitura rolandense. Esse dinheiro foi o valor economizado pelo Legislativo durante o ano de 2017 e será destinado para obras de melhorias do município – dentre elas está o recape da estrada que liga o Km 10 ao distrito do Bartira.

Como explicou o presidente da Câmara, Eugênio Serpeloni (PSD), a Casa de Leis tem um orçamento para as despesas com salários de vereadores e servidores, manutenção, luz, água, viagens dos parlamentares, entre outras contas. No total, a Câmara poderia gastar até quase R$ 7 milhões ao longo do ano, o que corresponde a mais de 6% do Orçamento Municipal. Eugênio afirmou que foi solicitado, no início de 2017, apenas 4% para este ano. "E mesmo dentro desses 4%, o que corresponde a aproximadamente R$ 4 mi, nós só usamos três quartos do valor", destacou.

O presidente da Câmara revelou que o trajeto que será recapeado no distrito rolandense tem 5 km de distância por 5 metros de largura: "Num total de R$ 25 mil metros quadrados". A obra será feita com Tratamento Superficial Triplo ou TST, que é o tratamento superficial onde há aplicação de três camadas de ligante asfáltico e três aplicações de agregado mineral, sucessivas e alternadas. "É uma massa mais grossa que o micropavimento", explicou Eugênio.

A estrada municipal que será recapeada com TST é feita de pedras irregulares e está em condições precárias de uso. O custo previsto é de R$ 360 a 400 mil e a obra será feita por meio do consórcio de asfalto de que Rolândia faz parte. "Vão ser tapados os buracos e terá mais uma camada de três centímetros em cima", revelou Eugênio. A previsão de início das obras é entre janeiro e fevereiro com aproximadamente trinta dias de execução, prazo que pode ser estendido pelas condições climáticas. O restante do valor economizado pelo Legislativo fica disponível a fundo livre para o Poder Executivo. "O prefeito pode destinar para qualquer despesa da Prefeitura", esclareceu o presidente da Câmara.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.