Acidente expõe falta de sinalização na Operária

No cruzamento das ruas Paranaguá e Antenor Ferri, na Vila Operária, em Rolândia, há apenas uma placa de Pare

Publicado: 11/04/18 • 17h18
Atualizado em: 17/04/18 • 11h05

    Que a cidade de Rolândia tem uma sinalização de trânsito que deixa a desejar, isso ninguém pode negar. Mas, em alguns locais, a falta de sinalização, tanto horizontal (pintura no chão) quanto vertical (placas), torna o trânsito muito perigoso: o cruzamento das ruas Paranaguá e Antenor Ferri, na Vila Oliveira, é um desses casos. Na manhã dessa quarta-feira (11), um acidente entre um veículo e uma caminhonete deixou uma idosa ferida (levemente) – dois meses atrás, houve um outro acidente nesse mesmo cruzamento.

    A motorista do carro, que vinha na Antenor Ferri sentido centro, afirmou que não havia nenhuma placa que indicasse que a rua Paranaguá fosse preferencial. É a mais pura verdade: nas duas ruas, há apenas uma placa na rua Antenor Ferri, no sentido bairro, que avisa ao motorista que deve parar para atravessar a Paranaguá, que tem a preferência. Não existe nem ao mesmo a sinalização horizontal.

    O local já foi denunciado por Alex Amaral, instrutor de autoescola, que utiliza aquela região para dar aulas de direção. “Falamos há tempos com alguns vereadores sobre a falta de placas e pinturas nas ruas”, ressaltou. Um desses vereadores citados foi João Ardigo, que enviou um requerimento ao Conselho Municipal de Trânsito, em janeiro, pedindo providências. Até esta quarta-feira (11) nada tinha sido feito naquele cruzamento.

    A reportagem do JR entrou em contato com o diretor de Serviços Públicos, Marcos Santucci. O diretor afirmou que várias pontos da cidade estão recebendo a sinalização horizontal, as pinturas: “A empresa terceirizada fez o serviço de sinalização horizontal no Jardim Erdei, no Pioneiros, na avenida Atlanta, rua Ouro, na Armando do Lago Albuquerque. Até mesmo na Vila Operária eles fizeram perto do Bar do Zinho e iriam chegar na Antenor Ferri. Infelizmente deu problemas em um equipamento da empresa, mas já sendo consertado e até o início da próxima semana aquele cruzamento receberá a pintura de trânsito”, esclareceu o diretor.

    Sobre a sinalização vertical, Marcos ressaltou que está levantando preços para um pregão das placas. “Já temos valores de uma empresa de Minas Gerais, mas que quer fazer também a mão-de-obra, o que dificulta. Precisamos apenas do material e nossos funcionários mesmos instalam as placas”, afirmou Santucci. Por isso, o diretor está correndo atrás de outros orçamento de empresas de nossa região.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.