APAE de Rolândia: 47 anos em prol das pessoas especiais

Há quase cinco décadas, a instituição atua em favor da Educação Especial no município e atendeu a mais de mil alunos

Publicado: 12/06/18 • 14h14
Atualizado em: 21/06/18 • 22h49

    Na última segunda, 04 de junho, a Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Rolândia (APAE) completou 47 anos de existência em Rolândia. A fundação da Associação por um grupo de pessoas interessadas na causa da criança com necessidades especiais foi necessária para o funcionamento legal do Instituto de Orientação e Reabilitação da Criança Excepcional (IORCE), que desde 2012 passou a ser chamado de Escola Caviúna – Educação Infantil e Ensino Fundamental da modalidade Educação Especial.

    História 
    A ideia de uma escola especial em Rolândia nasceu no ano anterior, por meio da Assistente Social Voluntária Celita Villanueva, do casal Waldemar e Edeutraude, e de Francisca Favoreto Araújo, que já tinha experiência com os alunos especiais em Sertanópolis. As professoras Edeutraud Gonçalves, Vera Lucia Bernardin, Darci Gotib e a diretora Francisca Favoreto Araújo foram   pessoalmente nas casas em   busca de crianças deficientes para receberem atendimento na IORCE. Foi assim que a escola começou, atendendo 12 alunos: Arnaldo Tadeu Garcia, Edson Lopes do Carmo, Laércio Soares Pinto, Luis Carlos Pereira, Pedro Geraldino Cavalaro, Valdecir Benetasso, Maria Aparecida Fantim, Maria Irene Shller, Mauro Pereira Ramos, Magda Barbosa e Adriana Freitag.

    A escola iniciou seu trabalho em 02 de agosto de 1970 com o nome de Escola Rotary, em uma sala pré-fabricada, cedida pelo interventor Horácio Cabral, num terreno de Escola Municipal Arthur da Costa e Silva, onde hoje funciona o C.A.C. A inauguração foi em 10 de novembro de 1970, fundada por Rotarianos. Após seu primeiro ano de trabalho, a escola passou a chamar-se IORCE. O primeiro presidente da IORCE foi Dr. Waldemar Gonçalves que, junto com sua diretoria, articulou o 1º grande convênio com a Alemanha por meio do “Brotfuer die welt”, com sede em Stuttgart, dando impulso para concretização de um ideal envolvendo diversos segmentos da comunidade de Rolândia. 

    A APAE atualmente
    Desde o dia 01 de janeiro de 2012, o IORCE passou a ser denominado como Escola Caviúna – Educação Infantil e Ensino Fundamental, na modalidade Educação Especial. A APAE de Rolândia, que agora mantém a Escola Caviúna, continua prestando seus serviços pedagógicos e clínicos normalmente, cumprindo as exigências pela Secretaria de Educação.  

    Atualmente, a APAE Escola Caviúna atende 181 alunos, sendo da cidade e dos distritos de São Martinho e Nossa Senhora da Aparecida e são oferecidos atendimentos clínicos e pedagógicos para alunos de 0 até 67 anos. Nesses 47 anos de APAE, mais de mil alunos foram atendidos pela instituição. Hoje muitos deles estão no mercado de trabalho, casados e pais de família.

    Depois de Francisca Favoreto Araújo (1970-1976), suas sucessoras na diretoria foram: Vera Lúcia Moraes Souza (1977-1990); Maria Cleusa Harfuch (1991-1994); Maria José Oliveira Ribeiro (1995;1996); Vera Lucia Moraes Souza (1997-2001); Juracides Silva Berbel (2002-2005), Maria Olívia Moreno Alves de Paula (2006-2010), e eleita em novembro de 2011, Simone Regina Bernardy (2012 - 2016), atualmente Sueli Aparecida Festi Braga (2017 para o triênio).

    A escola conta com uma área de 10.650 metros, sendo 5.744 m de área construída. A diretoria da APAE, voluntária, é eleita em Assembleia geral. A APAE é mantida através de convênios com órgãos públicos (municipal, estadual e federal) e também pela comunidade por diferentes formas de contribuições.
A Diretoria Executiva atual é formada por: Neiva Luzia Puzzi Moser (presidente), Elice Tamboreli de Silvio (1º Vice-presidente), Maria de Lourdes Serra (2º Vice-presidente), Dilma Jacinto (1ª Diretora Secretária), Vilma Gonçalves (2ª Diretora Secretária), Franciele Torre Padilha (1ª Diretora Tesoureira), Maria Inês Schuster Belo (2º Diretora Tesoureira). 

    O Conselho Fiscal é formado por Wilson Marchi, Paulo Lopes e Pedro Bernardy. Os suplentes são Euclides de Oliveira, Gabriela Ranke e Sizenando de Almeida. O diretor de patrimônio é Ezequiel Campaner, a diretora social é Maria de Lourdes Albara. O Conselho Auto-Defensor é formado por Ana Laura Garcia Brito e Everton Pereira da Rosa. O Conselho de Administração é formado por Adilsom Morandi, Aurora Lepre Candreva, Querino de Souza Netto, Eleite Parolino de Oliveira, Gleice Romancini, Luiz Fernando Anselmo, Rosangela Conceição da Silva, Selma Gomes Dias e o Conselho Consultivo conta com Lauro de Paula Pacheco.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.