Saúde abre novos grupos de tabagismo

Ação passa a ser oferecida em três UBSs de Rolândia e é direcionada a pessoas que querem parar de fumar

Publicado: 09/10/18 • 14h40
Atualizado em: 22/10/18 • 11h04

    Rolândia contava com apenas um grupo de apoio ao tabagismo em atividade na UBS da Vila Oliveira, oferecendo apoio a quem deseja parar de fumar. Com a reforma da unidade, os encontros foram transferidos para a UBS do Parigot, toda quarta-feira às 19h, com a enfermeira Maria Eliane. Com o aumento na demanda, a secretaria de Saúde abriu dois novos grupos. Na UBS Central, os encontros começam na próxima terça (09) às 18h, com a enfermeira Priscila Elaine Ieger Pierin, e no CAPS AD (Avenida Castro Alves), começará na terceira semana de outubro, sempre nas quintas-feiras às 14h, sob o comando da Dra. Anelise.


    Priscila explicou que o primeiro passo é querer parar de fumar por si só e não por influência de amigos ou familiares. “Se a pessoa tem interesse, mas não consegue sozinha, o grupo é para esses”, afirmou. O grupo se reúne por quatro semanas consecutivas por cerca de 1h30. No primeiro encontro, os participantes conhecem o funcionamento. “Damos o ponto de partida para a pessoa que quer parar de fumar, dando dicas para ele conseguir sucesso”, contou.

    Na segunda semana, é feito o primeiro balanço. “Vemos como eles passaram a semana, se alguém tentou parar utilizando os métodos e técnicas que passamos, se estão nervosos ou estressados”, detalhou Priscila. “É nessa semana que vemos também se eles precisam de atendimento médico, porque às vezes a pessoa precisa de remédio ou outro artifício”, explicou.

    No terceiro encontro, a avaliação continua e as dicas são mais voltadas para que eles permaneçam no objetivo, longe da recaída de voltar a fumar. “Temos profissionais como nutricionista, dentista, educador físico, que vão dar um apoio no grupo”, acrescentou a enfermeira. A quarta e última semana é quando eles ganham um brinde por terem conseguido parar de fumar. “30% das pessoas que passam pelo grupo param de fumar”, afirmou Priscila. “Aqueles que não conseguem na primeira vez, é importante que eles voltem para os grupos subsequentes”, orientou.

    Como participar
    Para participar do grupo, é preciso procurar sua UBS de referência, para ser orientado e inscrito no grupo, formado de acordo com a procura da população. Os grupos podem ter até 15 pessoas e as pessoas que lideram passam por treinamentos específicos para ajudar da melhor forma possível. “O tratamento é todo gratuito”, destacou Priscila. A maior procura é de mulheres e a faixa etária mais presente nos grupos é dos 30 aos 60 anos.

Fotos desta matéria

Envie seu comentário:
Comentário mediante a aprovação.