A Loucura que salva

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. A Loucura que salva

Por Humberto Xavier Rodrigues

Certamente, a palavra da cruz é loucura para os que se perdem, mas para nós, que somos salvos, poder de Deus. 1 Coríntios 1:18.


Quando a Palavra de Deus vem até nós “em poder”, ela vem como uma “espada de dois gumes” tendo o mesmo efeito sobre o coração como uma espada tem quando é empurrada para dentro do corpo. Se a ferida for profunda, a dor e sofrimentos serão muito intensos.


Então, quando a Palavra de Deus penetra “até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, ela é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração”, revelando o quanto precisamos de Deus: Porque a palavra de Deus é viva, e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até ao ponto de dividir alma e espírito, juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e propósitos do coração. Hebreus 4:12.


O primeiro ato de fé traz o homem a crer que ele está no mesmo estado que a Escritura declara que ele está, em inimizade contra Deus: Porque, se nós, quando inimigos, fomos reconciliados com Deus mediante a morte do seu Filho, muito mais, estando já reconciliados, seremos salvos pela sua vida. Romanos 5:10.


Um pesado fardo do pecado reside em sua consciência, sendo uma fonte ativa de iniquidade como o mar bravo, lançando a sua lama e lodo: Mas os perversos são como o mar agitado, que não se pode aquietar, cujas águas lançam de si lama e lodo. Para os perversos, diz o meu Deus, não há paz. Isaías 57:20.


O homem sem Deus, se encontra de mãos atadas e pés amarrados com as cordas do seu pecado, e, quando ele clama pela misericórdia de Deus, com certeza, não sairá da presença de Deus sem resposta. Assim sendo, Ele, agora, não precisa de nenhuma forma estabelecida, como: regras e outros rituais externos para garantir a sua salvação, mas da misericórdia de Deus.


Por isso o apóstolo aqui acrescenta: Porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza – garantia de sua veracidade e autoridade Divina, de sua perfeita adaptabilidade e adequação ao nosso caso, de sua bem-aventurança inefável. Assim, a palavra recebida pela fé, se torna a sua garantia de salvação. Amém!!!

Humberto Xavier Rodrigues é formado em Teologia.

Humberto Xavier

Humberto Xavier

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é