Batismo de Morte

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. Batismo de Morte

Por Humberto Xavier Rodrigues

Humberto Xavier Rodrigues é formado em Teologia

Precisamos entender que tudo o que Deus fez estava em Seu Filho crucificado. Pelo conhecimento da palavra de Deus, Cristo crucificado é tudo o que devemos pregar. Em qualquer lugar de reunião que estivermos, em qualquer situação, seja ela boa ou ruim, a solução para os homens está em Cristo e este crucificado.

Cristo e a cruz são uma coisa só, ou seja, Cristo não pode ser separado da Sua cruz, e a cruz não pode ser separada de Cristo. Pelo conhecimento da palavra de Deus, Cristo é o centro de tudo, visto que a cruz é uma realidade espiritual que tem como finalidade resgatar os homens de seus pecados.

Para Deus solucionar radicalmente o problema do pecado, só havia uma alternativa: um sangue perfeito devia ser derramado. E quase todas as coisas, segundo a lei, se purificam com sangue; e sem derramamento de sangue não há remissão (Hebreus 9:22). Assim, fora do sacrifício do nosso Senhor Jesus Cristo não existe nenhuma esperança de salvação para o homem. Portanto, o sangue derramado naquela cruz foi suficiente para resgatar os pecadores.

Outro fato importante é que não só os nossos pecados foram perdoados e purificados diante de Deus, mas o nosso ego foi também julgado e condenado na morte de Cristo. Não é só a purificação dos pecados, mas a morte do ego que produz os pecados. Porquanto quem morreu está justificado do pecado (Romanos 6:7).

Temos em Cristo, não somente o perdão dos pecados pelo Seu sangue, como também a Palavra de Deus nos assegura que estamos mortos na morte de Cristo. Não é o batismo das águas que salva, mas o batismo na morte juntamente com Cristo. Ou, porventura, ignorais que todos quantos fomos batizados em Cristo Jesus fomos batizados na sua morte? (Romanos 6:3).

Todos estamos envolvidos no pecado de Adão e, sendo nascidos “em Adão”, recebemos dele tudo aquilo no que ele se tornou, como resultado do seu pecado — quer dizer, o ego pecaminoso de Adão passou para todos nós. E, para nos livrar dessa situação é necessário morrer com Cristo, pois lá na cruz morremos para o pecado e, na ressurreição recebemos em nosso interior a vida de Cristo. No entanto, a morte e ressurreição de Cristo só se torna realidade, quando recebida pela fé, e, todos, sem exceção pode ser liberto. Que o Espírito Santo fale em seu coração. Amém!!!

Humberto Xavier Rodrigues é formado em Teologia

Humberto Xavier

Humberto Xavier

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Mandamento Novo

Por Monsenhor José Ágius Durante muito tempo, a Igreja fomentava uma espécie de individualismo religioso: Eu e Deus, eu e minhas devoções. Alguns chegavam a