Big Brother do Amor

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. Big Brother do Amor

Por Samuel M. Bertoco

Isso mesmo, vamos falar de BBB, e olha que eu nem assisto – só “pescóço” às vezes. Nem venham com essa historinha de isso não é cultura se passa o dia vendo meme de Whats e vídeo de bicho no Face. Mas têm umas coisas rolando na casa mais vigiada do Brasil que eu queria levantar a bola.

Pra começar, aparentemente a galera lá de dentro está evitando tretas, buscando um convívio paz e amor, fazer um programa light. Só que o público está achando…chato. A audiência quer briga, casalzinho, traição do casalzinho, xingamento, tiro, porrada e bomba. Eu não sei se a produção está fazendo ou vai fazer alguma coisa pra semear a discórdia, mas é evidente que já começou errado.

A escolha do elenco talvez seja o principal trabalho de tudo que envolve um ano de BBB. Um elenco mal escolhido mata a graça no ninho. E esse parece – olhando ainda de longe, mas de um pouco mais perto do que quem não gosta – um elenco chato. Uns bombadin padrão, mas tudo bonzinho, nessa vibe de macho em desconstrução, umas mulheres lindas empoderadas, umas mulheres lindas engraçadas, LGBTs ensinando os machos em desconstrução a se descontruírem mais e uns famosos gente boa.

Outra coisa que é colocar uns famosos junto lá. Se a princípio parece legal ver as caras conhecidas em uma versão mais “íntima”. Por outro, raramente os caras se comprometem, e como vimos ano passado, os que falaram groselha tiveram carreiras prejudicadas. O surfista lá que namorou a Anita e vive brigando coma e ex-Luana Piovanni pela net que tinha todo jeitão de ser da malandragem é mó good boy e falou na cara da galera que só tá ali pra tirar férias mesmo, o jogo, a grana, não importa pra ele. Qual o sentido de ter essa galera?

Por último, com a galera ganhando rios de dinheiro sendo os tais “influencers”, ganhar nem é mais o objetivo principal dos caras, mas sim fazer uma imagem que se possa vender depois pro mercado, desses últimos anos aí, tem gente que nem passou perto de ganhar que faz na internet a grana do prêmio em um mês.

Samuel M. Bertoco é formado em Marketing e Publicidade

Samuel Bertoco

Samuel Bertoco

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM: