Controle Financeiro, algo vital para seu negócio

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. Controle Financeiro, algo vital...

Empreendendo – Por João Neto

João Vidotto Neto é contador

Todos sabemos que as finanças do brasileiro andam apertadas. Devido à inflação, as empresas cortam gastos e alocam seus valores nos pontos vitais de seu negócio.

Sabemos também que muitos empreendedores não têm a mínima noção dos valores que entram e saem de seu negócio. Geralmente é fazer o PIX e passar o cartão sem o mínimo de controle das saídas, e muito menos o das entradas.

Para ajudar nesta jornada e começar 2022 com o “pé direito”, hoje venho com 3 dicas para as finanças da sua empresa para que você tenha uma nova visão do empreendimento como um todo.

1 – Conheça seus gastos
Primeiramente você precisa conhecer todos os gastos da empresa. Este é o ponto de partida, afinal, para controlar é preciso saber onde sua empresa aplica os recursos, e também de onde eles vêm.

2- Separe o pessoal do empresarial.
Parece clichê, mas muitos empresários não têm o mínimo de controle de suas contas pessoais e das contas da empresa misturando tudo e não conseguindo enxergar onde realmente gastam o dinheiro, e se a empresa realmente está dando lucro.

3 – Defina um orçamento anual – Definir um orçamento anual é um ponto muito importante para o controle financeiro. Saber o quanto se pode gastar em determinada operação pode definir os rumos da empresa pros próximos períodos. É importante que essa métrica é sempre importante visualizar em percentuais comparados as suas receitas.

Bora voar em 2022? Conte comigo, desejo aos leitores do JR boas festas e um ano novo repleto de novas oportunidades.

João Vidotto Neto é contador

Contatos:
(43) 3154-1520 / 9.9978-3109 (Whats)
Insta: @joaonetocontador
Insta @upcontdigitalcontabilidade

João Vidotto Neto

João Vidotto Neto

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Mandamento Novo

Por Monsenhor José Ágius Durante muito tempo, a Igreja fomentava uma espécie de individualismo religioso: Eu e Deus, eu e minhas devoções. Alguns chegavam a