Crer Somente

Ele, que é o resplendor da glória e a expressão exata do seu Ser, sustentando todas as coisas pela palavra do seu poder, depois de ter feito a purificação dos pecados, assentou-se à direita da Majestade, nas alturas. Hebreus 1:3

Nosso Senhor Jesus Cristo, havendo glorificado a Deus no cumprimento da sua justiça, e tendo suportado Seu juízo contra tudo aquilo que a nossa condição como pecadores exigia, havendo oferecido um único sacrifício pelos pecados, assentou-Se para sempre em um lugar que não é só de perdão, mas de aceitação e paz, um lugar de vitória assegurada sobre tudo o que possivelmente poderia ser contra nós, seja o pecado, o medo de Satanás, a lei ou este presente mundo mau.
O viver do cristão está muito acima e além de exterioridades, regras e regulamentos; entendemos que ser cristão não é tentar viver como Cristo, não é possuir uma série de afirmações doutrinárias, ainda que cada cristão creia nas coisas muito definidas reveladas na Palavra de Deus. Um cristão é alguém que recebeu uma Pessoa. “E vivo, não mais eu, mas Cristo”.
Deus em Cristo habita no salvo. O salvo é habitado por Cristo. O salvo é a vestimenta do Senhor Jesus Cristo. Ele vestiu-se com a nossa pessoa e esta verdade assombra o coração humano. O caminho pelo qual podemos andar seguros é de uma simples confiança no Senhor Jesus Cristo, pois, assim como O recebemos pela fé devemos também andar.
E, a fé é a negação de toda tendência que leva o homem a pensar que o seu mérito é suficiente. A fé é simplesmente o instrumento, ou o braço que se estende para receber o que Deus já fez. Uma vez que a fé, por sua própria natureza, confessa a completa ausência de mérito e poder humano, ela não subtrai coisa alguma da graça ou glória do Salvador. Por sua própria natureza, a fé se distancia de todo o status humano, e olha unicamente para Deus para o resgate e restauração. (Do livro: Por Que não Sou Calvinista) de Jerry L. Walls e Joseph R. Dongell.

Do que mais precisamos? Deus se deu por nós em Cristo. Tudo que precisamos está em Seu Filho. Por que iríamos nós nos voltar para rudimentos pobres, sejam eles ritualistas ou racionalistas em busca de ajuda? Isto seria o mesmo que tentarmos acrescentar algo à obra consumada de Cristo.
Amém!!!

Humberto Xavier

Humberto Xavier

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é