Eterna Salvação

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. Eterna Salvação

Por Humberto Xavier Rodrigues

Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação. 2 Coríntios 5:18.

Cristo foi o Cordeiro limpo, sem mácula e sem mancha. E, nós manchados pelo pecado. Ele recebeu o nosso pecado em Seu corpo, lá na Cruz, para efetuar uma Eterna salvação. Aquilo que deveríamos sofrer por todos os séculos incontáveis da eternidade, sofreu-o Ele por nós na cruz.

A Sua presença na carne, neste mundo, mostrou que Deus e os homens não podiam ter comunhão. Era preciso um mediador entre Deus e os homens, Deus-Homem. E para tal foi necessário a morte de cruz. Porque, Sem a morte de Jesus não seríamos salvos: Em verdade, em verdade vos digo: se o grão de trigo, caindo na terra, não morrer, fica ele só; mas, se morrer, produz muito fruto. João 12:25.

E a morte, para nós, é a morte da nossa natureza espiritual pecaminosa ou, do nosso ego (eu) a qual nos separava de Deus. Por meio da morte de Jesus e unidos na morte com Ele, fomos reconciliados com Deus: a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação. 2 Coríntios 5:19.

Cristo teve de viver como homem a fim de morrer e a sua morte foi eficaz, como também, a Sua ressurreição, exercendo assim uma expiação total, absoluta, e perfeita. E aquilo que nos impedia de ter comunhão com Deus, a saber, o pecado, foi removido e ja não existe mais. Porquanto quem morreu está justificado do pecado. Romanos 6: 7.
Jesus estende a sua salvação a todas as pessoas, sem exceção. E, esta pode ser recebida pela fé, sem exceção. Que Deus abra os nossos olhos do nosso coração para vermos a bendita pessoa do Senhor Jesus Cristo! Ele é o alvo colocado diante de nós, em quem, pela fé, encontramos a vida, por quem vivemos, de sorte que nunca mais teremos fome.

Há algo que está no mais íntimo do coração de Deus, com o qual ele está inteiramente envolvido, é que O conheçamos na Pessoa de Cristo. Na verdade, a única coisa que realmente tem importância é a revelação de Jesus Cristo. Se temos essa revelação, nós temos tudo. Se não temos essa revelação, ainda que tenhamos muito, na realidade nada temos. Stephen Kaung. Amém!!!

Humberto Xavier Rodrigues é formado em Teologia.

Humberto Xavier

Humberto Xavier

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é