O controle financeiro de micro e pequena empresa é essencial para prosperar

Empreendendo – Por João Vidotto Neto

João Vidotto Neto é contador

Fazer um negócio prosperar pode ser um grande desafio. Muitos pontos precisam ser observados com cuidado, como estratégia, qualidade, marketing. Entre esses pontos, outro fundamental é como fazer o controle financeiro de micro e pequena empresa.


Infelizmente, esse ponto que recebe pouca atenção de alguns empreendedores. Prova disso é que, segundo o Sebrae, duas a cada cinco empresas brasileiras fecham em menos de dois anos. Um dos motivos é a falta de uma boa gestão financeira.


Diante disso, os novos empreendedores devem ficar atentos e aprender, definitivamente, como fazer o controle financeiro de seu negócio.

Plano de negócio e metas
Através do plano de negócios o empreendedor terá uma visão mais ampla de tudo, como quais são os pontos fortes e fracos do seu empreendimento.


A partir disso será possível, definir objetivos e metas reais, algo fundamental para o controle financeiro da empresa. Isso porque as metas estão diretamente ligadas em como a gestão deve ser feita para alcançar os objetivos. Desta forma, é essencial criar um plano de negócio.

Controle do fluxo de caixa
Todos os recursos que entram e saem de uma empresa precisam ser registrados com total exatidão. O controle do fluxo de caixa é fundamental. Com ele, o empreendedor saberá, por exemplo, quanto foi os gastos mensais com pagamentos de fornecedores, colaboradores, dívidas, e também saberá quanto recebeu com vendas e até investimento.

Invista em ferramentas de qualidade
A tecnologia deve ser uma aliada no controle financeiro. Atualmente, há diversas ferramentas que permitem desenvolver uma gestão mais eficaz. Há ferramentas para controle do fluxo de caixa, para balanços etc. É interessante que o empreendedor conheça todas as opções disponíveis e verifique qual, de fato, pode ser benéfica para o seu negócio.

Reduza gastos desnecessários
Um bom controle é aquele que consegue analisar se todos os gastos realmente são necessários. A partir de uma análise minuciosa, é possível reduzir custos e, com isso, aumentar o capital de giro.

Negocie os prazos com fornecedores
Os fornecedores não devem ser inimigos da empresa. Ao contrário, eles precisam ser parceiros que ajudem o negócio a crescer. Já que isso também beneficiará a eles, pois o empreendedor comprará ainda mais.


Sendo assim, uma recomendação para um bom controle financeiro, e também para reduzir os gastos, é conversar com os fornecedores. Verifique a disponibilidade de aumento dos prazos de pagamento e até mesmo redução dos valores.

Pratique o preço ideal
Entrar em uma guerra de preço com os concorrentes é um erro que muitos empreendedores cometem. O que eles não sabem é que isso é algo totalmente nocivo, pois pode prejudicar o consumidor (com aumento dos preços) ou pode reduzir a margem de lucro do negócio (com preços muito baixos).


Encontrar o equilibro é a recomendação para que o controle financeiro seja desenvolvido com mais eficiência e também para que a empresa possa prosperar, ou seja, continuar crescendo e se mantendo cada vez mais competitiva no mercado.

Conte com a ajuda de um escritório de contabilidade
A contabilidade ainda é algo essencial, principalmente para empresas que estão iniciando suas atividades. Ela permite, por exemplo, que o empreendedor consiga ter uma empresa aberta com agilidade.


Por fim, vale lembrar que as dicas de controle financeiro, mencionadas neste artigo, são apenas um ponto de partida. O empreendedor deve ir além, pois esse conhecimento é estratégico para que o negócio, de fato, consiga aumentar suas vendas e, como consequência, seus lucros.

João Vidotto Neto é contador

Contatos:
(43) 3154-1520 / 9.9978-3109 (Whats)
Insta: @joaonetocontador
Insta @upcontdigitalcontabilidade

João Vidotto Neto

João Vidotto Neto

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Valor da Oração

Por Monsenhor José Ágius O tempo dedicado à meditação da Palavra de Deus não é perdido, mas é condição para não cairmos no ativismo desvairado.

Religião

Todos incluídos

Por Humberto Xavier Rodrigues Todos os homens foram incluídos no corpo do Senhor Jesus naquela cruz. Incluídos em sua morte todos morreram: Pois o amor

literatura

O Ensino às avessas

Sobrelinhas – por Carla Kühlewein Certamente você conhece a história de Pinóquio: o boneco de madeira que virou menino de verdade. Não sei se você