Os esnobados do Oscar 2022

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Colunas
  6. /
  7. Os esnobados do Oscar...

Por Samuel M. Bertoco

Saiu há uns dias a lista dos indicados ao Oscar, quando tiver chegando a data a gente dá aqueles pitacos costumeiros. Hoje vamos falar dos esnobados, aqueles que, na nossa humilde opinião – que vale mais que a deles – deveriam estar lá. Ah, não quer dizer que os que já estão não mereçam.

  • Casa Gucci, Lady Gaga e Jared leto e Adam Driver: Casa Gucci foi daqueles filmes que uns amam e outros odeiam, mas o que não se discute é que levanta discussão. Apesar de oscilar, o filme tem momentos de primor e teria fortes argumentos para estar na lista, principalmente porque a lista de filme é mais longa – oito ao em vez de cinco – e sempre tem umas coisas estranhas ali. Outra coisa que oscilou muito foi a atuação de Jared leto, ele é um cara que entra de cabeça nos seus personagens e às vezes perde o tom, eu acho que foi o caso, carregando no sotaque e clichês dos Gucci mais que devia, mas é outro que poderia ter sido apreciado. O que não oscila é Lady Gaga, essa sim uma esnobadaçaaa com força. Mais um papel onde ela não é nada menos que sublime. Injustiça. Já Adam está ótimo como sempre, mas se olhar a lista dos indicados é compreensível ficar de fora, talvez se fossem seis.
  • Leo Di Caprio (Não Olhe Pra Cima): A sátira do fim do mundo levou quatro indicações, mas surpreendentemente Leo ficou de fora. Na real, é o mesmo caso de Adam, olhando a lista a gente entende ele ficar de fora, mas que merecia, merecia.
  • Denis Villeneuve (Duna): Duna abocanhou dez indicações, incluindo melhor filme, mas Denis ficou fora da lista de diretores. A tradição da academia de sempre “juntar” a indicação de filme/diretor só deixa mais doída essa esnobada – inclusive eu acho que, no caso, podia ser justo o contrário, não deve levar de filme, mas boa parte dos méritos dele é sua direção.
  • Identidade: O filme da Netflix era uma das grandes apostas – até para ganhar – como filme, roteiro, atriz e atriz coadjuvante. Ficou sem nenhuma nomeação.

Samuel M. Bertoco é formado em Marketing e Publicidade

Samuel Bertoco

Samuel Bertoco

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é