Chuva e vento causam danos na região

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Chuva e vento causam...

Em Rolândia, chegou a chover granizo em alguns pontos da cidade; Jaguapitã teve casas destelhadas e árvores caídas

A chuva, acompanhada de vento, que caiu sobre a região Norte do Paraná, no final da tarde da quarta-feira (08), deixou um rastro de destruição em algumas cidades da nossa região. Em Jaguapitã, houve queda de cerca de 20 árvores, além de aproximadamente 50 casas com problemas em sua cobertura. Em Prado Ferreira, quase não houve incidentes e, em Rolândia, cerca de seis pessoas entraram em contato com os Bombeiros por causa das telhas, quase sempre de fibro-cimento.

De acordo com a secretária de Meio Ambiente de Jaguapitã, houve a queda de mais de 20 árvores na cidade – oito delas totalmente. “Felizmente, nós já vínhamos fazendo o manejo dessas árvores com poda e retirada de exemplares comprometidos. Isso evitou um cenário bem pior”, afirmou Fernanda.

De acordo com Antonio Lima da Silva, coordenador municipal de Defesa Civil de Jaguapitã, os bairros mais atingidos foram o Mutirão I e II e a Vila Rural. “Houve cerca de 50 casas com problemas – duas delas ficaram totalmente destelhadas e as famílias tiveram que ir para a casa de parentes”, ressaltou Antonio Lima. Houve problemas também na fiação elétrica com a queda de galhos. A Defesa Civil cedeu lona para que as famílias pudessem fazer a cobertura.

O Corpo de Bombeiros de Rolândia também cedeu dois rolos de 400 metros quadrados para a Defesa Civil de Jaguapitã. O prefeito de Jaguapitã, Gerson Marcatto, visitou os locais na manhã da quinta-feira (09). Apenas duas pessoas ficaram feridas em decorrência da queda de uma cobertura de isopor em uma empresa. “Felizmente foram ferimentos bem leves”, ressaltou o coordenador Antonio Lima.

Em Rolândia, não houve, felizmente, nada de grave. “Não tivemos informações de árvores caídas. Apenas de um galho e as casas que estamos atendendo são as que têm telhas de fibro-cimento fina, de 2 milímetros, que são mais frágeis”, explicou Gerson Carlos dos Santos, chefe da Defesa Civil de Rolândia.

De acordo com o tenente Justino, comandante do Corpo de Bombeiros de Rolândia, houve aproximadamente seis chamadas por conta de telhas rachadas e goteiras. “Entramos em contato com a Defesa Civil e providenciamos a entrega de lonas. Também distribuímos lonas para Jaguapitã, pois lá foi mais grave”, ressaltou Justino.

Já em Prado Ferreira, não houve nenhum incidente maior, apesar da grande sujeira provocada pelo vento na cidade. “Aqui foi tudo bem, apenas uma queda de energia e sujeira pela cidade. Graças a Deus não danificou casa nenhuma e nenhuma árvore caiu. Não houve nenhum incidente grave”, Eduvaldo Soares dos Santos, encarregado de obras da prefeitura de Prado Ferreira.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

FOTO(S) DESTA MATÉRIA

VEJA TAMBÉM: