Frigorífico de Rolândia é multado em R$ 10 mi por expor funcionários à Covid-19

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Frigorífico de Rolândia é...

Empresa diz que recorreu da sentença aplicada pela Justiça do Trabalho e afirma que, só no Brasil, investiu R$ 323 milhões em medidas de segurança

O frigorífico da JBS em Rolândia foi condenado ao pagamento de R$ 10 milhões em indenização a título de danos morais coletivos, segundo informou o Ministério Público do Trabalho (MPT). A decisão ainda é passível de recurso e a empresa já recorreu.

Conforme o Tribunal Regional do Trabalho da 9ª Região (TRT9), o parecer técnico da ação civil pública indicou que a Seara expôs funcionários ao risco de contágio da Covid-19, ao descumprir medidas sanitárias e de prevenção. A sentença foi publicada em 25 de fevereiro.

Ainda conforme a decisão, a JBS Seara precisa adotar medidas para conter a disseminação da doença. Entre as determinações, estão o distanciamento entre funcionários e o fornecimento diário de máscaras PFF2 ou N95, além de realização de testes de coronavírus em massa e o afastamento de empregados sintomáticos.

O grupo JBS, além de recorrer da decisão, e afirmou que apenas no Brasil a companhia investiu R$ 323 milhões em medidas, sistemas e processos de saúde e segurança em todas as unidades.

Nota da empresa
A JBS informa que recorreu da decisão, que será julgada pelo TRT, que suspendeu o cumprimento da decisão. A Companhia reforça que não tem medido esforços para a garantia do abastecimento e da produção de alimentos dentro dos mais elevados padrões de qualidade e segurança, além da máxima proteção de seus colaboradores. Durante a pandemia, foi implementado um robusto protocolo de controle, prevenção e segurança dos funcionários em todas as suas unidades.

Foi estabelecido um plano de contingência para garantir a segurança dos 142 mil colaboradores da JBS no Brasil – seguindo a portaria conjunta nº 19, de 18 de junho de 2020, do governo federal. A empresa também contou com a consultoria especializada do Hospital Albert Einstein. Apenas no Brasil, a Companhia investiu R$ 323 milhões em medidas, sistemas e processos de saúde e segurança em todas as suas instalações.

Enquanto persistir a pandemia, a JBS mantém seu compromisso de continuar cumprindo todas as recomendações internacionais, como a Organização Mundial da Saúde (OMS), e determinações dos órgãos municipais, estaduais e federais, respeitando os protocolos estabelecidos e avaliando continuamente as medidas de saúde e proteção necessárias.

A Companhia vem incentivando todos os seus colaboradores a se vacinar, por essa ser a melhor forma de prevenir a doença. Além de diversas campanhas educativas corporativas, cada unidade desenvolveu ações próprias, de acordo com a realidade local, que contaram inclusive com transporte de colaboradores até unidades de saúde para a imunização. Ressaltamos também que a Equipe de Saúde da JBS dialoga com aqueles funcionários que têm dúvidas sobre o imunizante para convencê-los quanto à sua importância.

Até o momento, 99,38% dos colaboradores da JBS no Brasil já tomaram a 2ª dose da vacina contra a Covid-19.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

vagas de emprego

JORNAL DE ROLÂNDIA – VAGAS SINE

CONFIRA AS VAGAS DISPONÍVEIS PARA ESTA SEXTA-FEIRA, 20/05 Assistente Administrativo/ PPCP Assistente Téc. Seg. Trabalho Auxiliar de contabilidade*** Auxiliar de Mecânico Diesel Auxiliar de Produção Auxiliar