Mentiras, verdades, DIU, assessores e vetos

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Mentiras, verdades, DIU, assessores...

Editorial – Edição: 866 – sexta-feira, 01/04/22

Olá, querido leitor e cara leitora do JR

A edição 866 do JR sai exatamente no dia 1º de abril, o Dia da Mentira. Até o golpe de 1964 foi ‘dado’ no dia 31 de março para não cair na galhofa geral. Mas voltando ao nosso JR de 1º de abril, o mês começa com a quarta dose da vacina anti-Covid-19 para pessoas com 80 anos ou mais em nossa região, assim como no restante do Brasil.


Mas estreitando o mapa para Rolândia, a partir desta sexta-feira (1º), os vereadores e vereadoras podem contratar seus assessores, em um projeto aprovado há alguns meses e que rendeu muitas reclamações por parte dos munícipes. Só para lembrar, cada parlamentar pode, se assim o desejar, contratar um assessor com salário de R$ R$ 4,4 mil.


Pulando para a Câmara de Cambé, os vereadores (aqui não precisamos escrever ‘e vereadoras’, pois lá só há homens nas cadeiras do Legislativo) já tem cada um seu assessor. Nesta semana, um projeto que veda a nomeação de pessoas condenadas pela Lei Maria da Penha e cumprindo pena foi aprovado pelos vereadores em segunda votação. Agora, o projeto do vereador Igor Mateus vai para a sanção ou veto do prefeito Conrado Scheller.


Falando em veto, o do prefeito de Rolândia, Ailton Maistro, contra o projeto de isenção condicionada de ISSQN pode ir à votação do plenário na sessão de segunda-feira. Será derrubado? Para que isso ocorra, são necessários 6 votos, não importando quantos dos 8 vereadores e quantas das duas vereadoras estejam na sessão. É a maioria absoluta das 10 cadeiras que compõe o Legislativo de Rolândia. O veto pode não ir para a votação nesta segunda e ficar para a segunda-feira, dia 11. Quem decide é o presidente da Casa, o Reginaldo Silva.


Para finalizar, o DIU. A Clínica da Mulher, de Cambé, chegou ao número de 100 mulheres que colocaram o DIU. Isso em pouco mais de cinco meses de funcionamento. É um programa que merece ser visto, e copiado, por outros municípios. Dá para saber mais na matéria da página 05 desta edição.


Para finalizar, está vindo aí uma coluna social do JR, que ficará sob o comando de Glacimeire Cardoso, uma expert quando o assunto é esse e muitos outros. A coisa já começou a tomar forma na edição passada, com as Misses. Nesta edição tem uma coluna tbm, na página 10, isso lá no caderno 2 do JR.

Josiane Rodrigues – editora

José Eduardo – editor

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Colunas

Aluna Kumon passa em vestibular da UEL

Por Kumon Unidade Rolândia O Kumon é uma metodologia que visa incentivar na criança a autonomia nos estudos, buscando fortalecer o potencial de aprendizado de

vagas de emprego

JORNAL DE ROLÂNDIA – VAGAS SINE

CONFIRA AS VAGAS DISPONÍVEIS PARA ESTA QUARTA-FEIRA, 18/05 Assistente Técnico em segurança do trabalho Auxiliar de mecânico diesel Auxiliar de produção (exclusiva PCD) Auxiliar de produção

Esporte

Rolandenses no Brasileiro de Ciclismo do Rio

Competição reúne os melhores ciclistas do Brasil nas categorias Elite, Sub23 e no Paraciclismo A equipe de Ciclismo de Rolândia participa, a partir desta quinta-feira