Mulher procura por mãe e irmãs em Rolândia e Arapongas

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Mulher procura por mãe...

Juliana Moraes dos Santos tem 40 anos, mora em Itupeva e viu seus familiares há mais de 14 anos, antes de perder totalmente o contato

Juliana em foto tirada no dia 27 de janeiro para o JR

A cozinheira Juliana Moraes dos Santos (40) mora em Itupeva há 22 anos e procura por sua mãe e irmãs em Rolândia – ela as viu pela última vez em 2007. Desde então, perdeu totalmente o contato e gostaria de reencontrá-las. “Estou doente, tenho diabetes e preciso reencontrar minha família”, falou Juliana como JR através de mensagens de voz por um aplicativo. A entrevista teve que ser feita por voz já que Juliana não sabe ler e nem escrever.

Juliana conta que nasceu em 15 de maio de 1981 e que morava em Rolândia com a mãe Vicentina Gomes de Moraes, as irmãs Marta (45?), Angélica (42) e Cristiane (41), e com o pai Wilson Silva dos Santos. “Nossos pais brigavam muito e se separaram. Não me lembro direito o que aconteceu, só que sei que fomos, as quatro irmãs, para um abrigo de freiras em Rolândia. Eu tinha 8 anos”, relembra.

Segundo Juliana, o pai, que morava em Campo Mourão, foi buscar as filhas e as levou com ele. “Depois fui morar com minha avó, ainda em Campo Mourão. Casei-me e me mudei para Valinhos (SP) para trabalhar na colheita de uva com meu marido, depois foi para Itupeva, onde moro até hoje”, revelou. Juliana também afirmou que suas irmãs se casaram e voltaram para o Norte do Paraná. “A Marta deve morar em Arapongas e as outras irmãs em Rolândia”, acredita.

Em 2007, Juliana pegou carona com a van da dupla Zé Cristovão e Cristiano, foi vinha fazer um show na região, e veio a Rolândia. “Fui na casa da Angélica que me levou na casa da mãe, que morava perto de uma fábrica de vidros e da linha de trem. Já tinha uma filha nessa época”, relembra. “Depois perdi todos contatos e veio mais esquecimento quando peguei Covid”, ressaltou.

Juliana também revelou que tem mais irmãos em Rolândia, mas apenas por parte de mãe. “Simone e Silvana, que são gêmeas, Vinícius e outro de quem não me lembro o nome”, pontuou a cozinheira. Hoje, Juliana continua casada, tem dois filhos (um menino de 4 anos e uma moça de 21 anos), e, também, duas netas, uma de um ano e outra de 3 anos.

Contato
Se alguém souber de alguma informação que possa ajudar Juliana a encontrar seus familiares em Rolândia, basta entrar em contato com o JR pelo WhatsApp (43) 9.8808-9151 ou diretamente com Juliana pelo também Whats (11) 99202-1342.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

FOTO(S) DESTA MATÉRIA

VEJA TAMBÉM:

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é