Não olhe para cima

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Não olhe para cima

Editorial – edição: 860 – sexta-feira, 18/02/22

Olá, querido leitor e cara leitora do JR

As chuvas fortes e torrenciais (desculpas pelo lugar comum) que têm caído em várias regiões do Brasil tem mostrado, e provado, que as mudanças climáticas realmente estão aí. Pensávamos em 20, 30, 50 anos no futuro, mas não. A coisa chegou agora e com força. Infelizmente, para todos, mas mais durante para os pobres, mais uma vez.

A ganância humana pelo lucro tem provocado, cada vez mais, mudanças drásticas no clima do Planeta Terra. Um sistema que busca o lucro acima da vida, acima da natureza, desrespeitando a criação de Deus. Os pobres, que não têm um lugar seguro para construir a sua casa, com total falta de visão de futuro, são os que morrem arrastados pela água, soterrados pela lama.

A Natureza já vinha dando sinais desse esgotamento em decorrência da ação dos homens. Muitos falaram sobre o perigo das mudanças climáticas, do aumento de temperatura e foram chamados de ‘alarmistas’ e fantasiosos. O aumento no volume das águas veio mostrar que os alarmistas estão com a razão, mas adianta alguma coisa gritar para que só consegue ouvir o som do vil metal?

Ainda dá tempo? Ainda dá, Tempo? Ainda dá tempo de fazermos algo, de fazer pelo menos a nossa parte e contribuir de alguma forma para que esse nosso planeta sobreviva e nós, com ele. Você pode fazer a sua parte quando não joga, por exemplo, lixo reciclável no meio do mato. Quando usa menos sacolas plásticas, quando produz menos lixo.

É possível ainda. Pena que a maioria talvez ainda prefira não olhar para cima. Se não se olhar para cima, não se verá nada. Então nada está acontecendo.

Pêsames
Às 20 horas da quinta-feira (17), quando terminamos esse editorial, já havia 117 pessoas mortas pelas chuvas em Petrópolis (RJ).


Nossas sinceras solidariedade aos familiares e amigos das pessoas falecidas…

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é