Pioneiros de Cambé são homenageados por feitos

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Pioneiros de Cambé são...

Educação e Legislativo homenagearam 21 pioneiros, que também participaram do ‘Viagem Histórica pelos caminhos de Cambé’

A secretária Estela Camata faz homenagem ao pioneiro

A Secretaria de Educação da Prefeitura de Cambé, em parceria com a Câmara dos Vereadores, homenageou 21 pioneiros cambeenses na quarta-feira (27). A solenidade contou com representantes de 17 escolas municipais da cidade, que receberam dos vereadores uma Moção Honrosa por seu pioneirismo, coragem e determinação, fatores que auxiliaram no desenvolvimento de Cambé. Os pioneiros também participaram do projeto “Viagem Histórica pelos caminhos de Cambé”, levando histórias de suas vidas para os estudantes da cidade.

Estela Camata, secretária de Educação, explicou que as histórias dos pioneiros ajudaram os estudantes a construírem uma retrospectiva histórica do município. “Através do projeto, as crianças conhecem fatos, pessoas e lugares que foram fundamentais para o desenvolvimento da cidade”, explica. Segundo ela, esse conhecimento ajuda as crianças a desenvolverem o sentimento de pertencimento e de amor pela cidade.

A iniciativa da homenagem foi do vereador e presidente da Câmara, Dr. Fernando Lima, que contou com o apoio de todos os vereadores. “Se hoje nossa cidade é reconhecida por ser de gente trabalhadora e empreendedora, se estamos entre as cidades que mais se desenvolvem, é porque eles trabalharam para isso. Uma cidade não é só uma área de terras, ela é constituída por todos nós”, ressalta.

Durante a cerimônia, Camata apresentou parte de um documentário elaborado a partir das entrevistas feitas com os pioneiros, que fez parte das ações do aniversário de 74 anos da cidade. O documentário está no canal do Youtube da Secretaria Municipal de Educação, disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=6Ro8Zmhu4QY.

Dona Hermínia Bôscolo Pacheco, de 88 anos, uma das homenageadas, conta que veio para a cidade ainda recém-nascida e que, quando teve de se mudar para acompanhar o marido, não conseguiu se adaptar. “Foram anos de saudade e de vontade de voltar. Para mim não existe cidade melhor para se viver e criar os filhos. Minha vida e minha história estão aqui e eu vivo de amor por esta terra”, afirma.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

FOTO(S) DESTA MATÉRIA

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

Sobre ótimas ideias

Editorial – edição: 878 – sexta-feira, 01/07/22 Olá, querido leitor e cara leitora do JR Nesta semana, além da matéria da entrega e liberação da