Rolândia: azeites de oliva são retirados de circulação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Rolândia: azeites de oliva...

Mapa suspendeu 24 marcas de azeite de oliva no Brasil; Vigilância Sanitária de Rolândia fiscaliza mercados e retira produtos encontrados

Garrafas de ‘azeite’ retiradas de supermercado de Rolândia

Na semana passada, o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) suspendeu 24 marcas de azeite de oliva no Brasil (veja a lista no final do texto). Segundo o Mapa, os produtos, em sua maioria, estavam adulterados com outros tipos de óleo, como de soja, corantes e até azeites impróprios para o consumo, como o lampante, produto que também é derivado da azeitona, mas indicado para acender lamparinas.

Na terça-feira (21), uma equipe da Vigilância Sanitária de Rolândia, vinculada à Secretaria de Saúde, fiscalizou diversos estabelecimentos comerciais da cidade. “Pedimos a retirada imediata da área de venda dessas garrafas de azeite de oliva, de marcas impróprias ao consumo, já que não tinham registro no Mapa”, informou Rafael Dias, diretor da Vigilância em Saúde.

Ainda de acordo com Rafael, os produtos foram recolhidos, mas continuam com os próprios estabelecimentos. “O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento vai informar em breve, o que será feito com esses itens, se confiscados, descartados, incinerados ou se terá outra destinação”, explicou o diretor.

Operações como essa foram realizadas em seis estados do Brasil desde a semana passada. Foram mais de 150 mil garrafas de azeite de oliva retiradas de circulação, de 24 marcas diferentes, no Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e Santa Catarina.

De acordo com o Mapa, o azeite de oliva é o segundo produto mais fraudado do mundo, atrás apenas do pescado. Segundo o Ministério, as irregularidades incluem produtos sem registro e contrabandeados. O objetivo da ação foi evitar que o consumidor seja enganado — ainda mais com a proximidade das festas de fim de ano, período em que a demanda por azeite aumenta.

Se a pessoa for até um local e encontrar umas das marcas da lista de produtos suspensos, deve comunicar ao dono do estabelecimento sobre o caso. “Também poderá fazer a denúncia junto ao Procon através dos telefones 3906-1009, 3906-1028, 3156-0564 ou 3156-0132”, explica Lorena Claudina da Silva, coordenadora do órgão em Rolândia. A Vigilância também pode ser acionada pelo telefone 3906-1126l

As 24 marcas irregulares que foram suspensas pelo Mapa foram a Alcazar; Alentejano; Anna; Barcelona; Barcelona Vitrais; Castelo dos Mouros; Coroa Real; Da Oliva; Del Toro; Do Chefe; Épico; Fazenda Herdade; Figueira da Foz; llha da Madeira; Monsanto; Monte Ruivo; Porto Galo; Porto Real; Quinta da Beira; Quinta da Regaleira; Torre Galiza; Tradição; Tradição Brasileira e Valle Viejo.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

Falta de empatia e de bom (?) senso

Editorial – Edição: 856 – sexta-feira, 21/01/22 Olá, querido leitor e cara leitora do JR Vamos falar um pouco de nossas matérias e reportagens postadas

Cotidiano

ACIR: a Certificadora mais rápida

Agora a ACIR oferece o serviço de Certificado Digital com ainda mais comodidade e agilidade para seus clientes, por um valor diferenciado Sem sobra de