Temporal causa danos em Rolândia

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cotidiano
  6. /
  7. Temporal causa danos em...

Casas destelhadas, fiação danificada, árvores derrubadas e quase 6 mil casas sem energia elétrica

A chuva e as rajadas de vento desta terça-feira (14) deixaram um rastro de danos e prejuízos em Rolândia. Casas destelhadas, árvores derrubadas e fiação elétrica danificada deixaram mais de 5,6 mil domicílios sem energia elétrica. Na esquina da Igreja Matriz São José, uma árvore grande caiu sobre dois veículos em movimento – felizmente, ninguém ficou ferido.

Na esquina da Igreja Matriz São José, uma árvore grande caiu sobre dois veículos em movimento

A Defesa Civil, o Corpo de Bombeiros, a Copel e a prefeitura, através das terceirizadas Sanetran e Barreiras, e das secretarias de Agricultura e Meio Ambiente, Infraestrutura e Serviços Públicos, estão trabalhando para ajudar as vítimas do temporal. O problema é que a chuva continua caindo no município e isso dificulta o trabalho de todos.

O Meio Ambiente identificou a queda de, pelo menos 10 árvores, mas o número pode ser maior. Além do número do Corpo de Bombeiros, há também os telefones 3156-0333, 3906-1112 e 3255-4742.

A Copel lembra que, em casos de postes quebrados ou cabos rompidos, deve-se sempre manter distância, e avisar a empresa. A falta de luz pode ser comunicada pelo site e aplicativo, pelo telefone 0800 51 00 116 e pelo WhatsApp (41) 3013-8973. Há ainda a opção de enviar uma mensagem de texto (SMS) para o número 28593, com as letras “SL” e o número da unidade consumidora.

Árvores sobre carros

Um dos incidentes que mais chamou a atenção dos rolandenses foi a queda de uma árvore grande da Igreja Matriz São José. O exemplar, que fica na esquina da Santa Catarina com a Expedicionários, caiu sobre dois carros em movimento que passavam pela rua Santa Catarina. Além de cair, a árvore levou um pequeno poste com ela.

Os dois carros ficaram presos debaixo dos galhos e os motoristas conseguiram sair, sem ferimentos, mas bem assustados. “Eu parei na esquina e esperei que uma pessoa com carrinho de reciclagem passasse. Só ouvi o barulho e senti uma dor nas costas”, contou o pedreiro Adão Dias de Lima (71), que dirigia seu Corsa.

Logo atrás dele, vinha o oftalmologista Ricardo Jorge Daher (60), que também parou seu carro. “Só ouvi dois barulhos enormes e não entendia nada o que estava acontecendo”, revelou Ricardo. O oftalmologista só entendeu realmente a situação quando saiu do veículo e viu tudo de fora.

O JR entrou em contato com a Defesa Civil e com o Corpo de Bombeiros sobre possíveis vítimas e números de incidentes em Rolândia, mas ainda não obteve nenhuma resposta. Essa matéria será atualizada tão logo cheguem novas informações.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

FOTO(S) DESTA MATÉRIA

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

Sobre as matérias desta edição

Editorial – edição: 873 – sexta-feira, 27/05/22 Olá, querido leitor e cara leitora do JR Neste editorial, abordaremos um pouco das matérias que estão nesta

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é