Rolandense lança biografia da paratleta Beth Gomes

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Cultura
  6. /
  7. Rolandense lança biografia da...

Livro biográfico, escrito por Luciane Maria Micheletti Tonon, foi lançado em janeiro e publicado por editora de Rolândia

Beth Gomes (à esq.), sua neurologista Rosana Ferreira e Luciane

A escritora rolandense Luciane Maria Micheletti Tonon, que hoje mora na cidade de Santos (SP), fez o lançamento do livro que retrata a história da atleta paralímpica Elizabeth Gomes. A obra ‘Beth Gomes: Uma Atena Brasileira’ foi lançada no dia 29 de janeiro e veio para eternizar a história de uma guerreira, sobretudo humana, que dia após dia mostra que é possível vencer as batalhas que a vida apresenta. O livro também foi publicado por uma empresa de Rolândia, o Instituto e Editora Cíntia Chiarelli.

“Eu fiz questão de prestigiar uma editora de minha cidade, e ainda mais sabendo que estava nas boas mãos da Cíntia Chiarelli, que é minha amiga pessoal e estudou comigo o Magistério. Não tive dúvidas que sairia um bom trabalho pela competência que sei que ela tem. E faço questão de destacar e lembrar sempre de onde eu vim”, revela Luciane.

Cíntia Chiarelli conta que recebeu uma ligação de Luciane, convidando-a para participar do projeto, e não teve dúvidas em aceitar, pois tem uma admiração enorme pela autora. “Admiro muito a pessoa que ela se tornou, apesar de tantos sofrimentos e dificuldades, ela nunca mediu esforços para buscar seus sonhos. Eu sempre digo que ela é uma de minhas inspirações”, comentou Cíntia.

Na ligação, Luciane disse para Cintia que tinha um projeto novo. “É um filho que estou gerando e que se chamará ‘Beth Gomes, uma Atena Brasileira’. Preciso de você para encarar esta gestação junto”, convidou a autora. De imediato, Cíntia concordou com o projeto. “Está sendo uma honra participar do projeto, eu sou apaixonada por filmes e livros que contam histórias reais”, confessa.

Sobre a obra
Beth Gomes, como é conhecida tem Esclerose Múltipla, sendo, portanto, uma referência para quem vivencia tal patologia. Encontrou no esporte sua maior arma e se dedica incansavelmente para ser a melhor atleta. Campeã Paralímpica em Tóquio 2020, soma em seu currículo 18 recordes mundiais entre lançamento de disco e arremesso de peso.

É madrinha do projeto Fast Wheels Kids, de Santos, através do qual incentiva as crianças com deficiência na iniciação do Para Desporto. A guerreira também é voluntária nos centros de atendimento a pessoas com Esclerose Múltipla. Por esses motivos, reunindo todas suas habilidades o livro traça uma analogia com a deusa mitológica Atena, dona das virtudes: sabedoria, proteção e habilidades:

Este livro foi inspirado na obra ‘O atleta e o mito do Herói’, da professora Katia Rubio. “Beth é conhecida como Fênix aqui em Santos (…). Mas eu vi que, muito mais que renascer das próprias cinzas, ela congrega atributos realmente de uma deusa grega, que é deusa das habilidades, deusa guerreira. Beth tem um pouco de tudo isso e, por isso, fiz essa analogia”, revelou Luciane.

Cíntia também falou sobre a experiência de conhecer a história da atleta por meio da obra de Luciane. “Por sintonia do Universo, quando li as primeiras páginas me inteirei de quem era realmente Beth Gomes. Foi mais um presente pra minha vida. Já tinha visto falar da Beth Gomes, na transmissão das Paralímpiadas do Japão em 2020. Mas conhecer quem é esta mulher, o que viveu para chegar até onde está e como encara a vida, me deixou realmente sem palavras”, comentou a editora Cintia.

Sobre a autora
Luciane Maria Micheletti Tonon, nascida em Rolândia, é doutoranda em Ciências do Esporte na USP, com ênfase em narrativas biográficas de atletas paralímpicos. É formada em Jornalismo e Educação Física pela Universidade Estadual de Londrina – UEL e pós-graduada em Jornalismo Literário pela Academia Brasileira de Jornalismo Literário. Também é voluntária no projeto Fast Wheels Kids.

Como adquirir
As pessoas interessadas em adquirir a obra podem acessar a loja no site da editora (www.institutocintiachiarelli.com.br).

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é