Audiência Pública na Câmara discute Orçamento de 2022

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Economia
  6. /
  7. Audiência Pública na Câmara...

A COFT foi a responsável pela audiência que também abordou o PPA; novidade no Orçamento são os R$ 2,8 milhões de Emendas Impositivas

Isaac Altino (ao centro), durante a Audiência Pública realizada nesta semana

Na manhã da terça-feira (23), um Audiência Pública realizada na Câmara de Rolândia discutiu a Lei Orçamentária Anual (LOA) e o Plano Plurianual (PPA) do município para 2022 a 2025. A audiência foi realizada pela Comissão de Orçamento, Finanças e Tributação (COFT) e foi aberta ao público, mas também teve seus trabalhos transmitidos ao vivo pelo Facebook da Casa de Leis.


O vereador Isaac Altino (PTB), presidente da COFT, falou sobre a audiência. “Um dos assuntos discutidos na audiência foi sobre o orçamento do município para 2022, que estima a receita e fixa as despesas. Temos uma estimativa de receita de R$ 279,2 milhões e despesas fixadas também nesse valor. O gasto com Saúde deve ser, no mínimo, de 15% do orçamento. Na LOA enviada pelo Executivo, há uma previsão de 26,56% para a Saúde, ou seja, cerca de R$ 62,3 milhões”, afirmou Isaac.


Na Educação, a previsão de gasto é de 25,3% do Orçamento no ano que vem (o mínimo é de 25%) – são R$ 64,7 milhões. Já o gasto com o pessoal em folha de pagamento (limite máximo de 54%) deve ser de R$ 102 milhões, ou seja, 51,8% do orçamento. Para a Assistência Social a previsão é de aumento para 2022 com orçamento estimado em R$ 9,3 milhões; no Esporte houve uma diminuição: em 2021, a previsão foi de R$ 5 milhões e, em 2022, será de R$ 3,6 milhões.


O setor de Cultura e Turismo prevê um orçamento de R$ 2,1 milhões em 2022; o de Agricultura e Meio Ambiente tem a previsão de gasto de R$ 5,3 milhões; a pasta de Serviços Públicos conta com a previsão de R$ 14,7 milhões enquanto a Infraestrutura terá R$ 12,5 milhões à disposição. “Com relação à previsão de receita no município, houve um salto de R$ 246 milhões (LOA de 2021) para R$ 279,5 milhões em 2022”, informou Isaac Altino. O município previa em 2021 uma arrecadação com tributos de R$ 52 milhões e, em 2022, a projeção é de R$ 66 milhões.

Impositivas
“A novidade do Orçamento para o próximo ano são as Emendas Impositivas que foram incluídas na lei orgânica”, relembra Isaac. Isso significa que, no Orçamento 2022, cada vereador terá um valor aproximado de R$ 280 mil reais para indicar ao prefeito como esse valor deve ser gasto. “Indicamos de forma impositiva e o Executivo precisa aceitar.

A regra é que 50% do valor de cada parlamentar precisa ser usado para o setor de saúde”, ressaltou o vereador.
Agora, o projeto de lei volta ao Executivo com as emendas dos vereadores e o prefeito o envia de novo à Câmara para ser votado, em duas vezes. O prazo final para aprovação é dia 31 de dezembro.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

Sobre as matérias desta edição

Editorial – edição: 873 – sexta-feira, 27/05/22 Olá, querido leitor e cara leitora do JR Neste editorial, abordaremos um pouco das matérias que estão nesta

Religião

Jesus disse ‘sim’

Por Monsenhor José Ágius Nosso catecismo básico diz que Jesus morreu para nos salvar. Difícil é explicar porque ele teve que morrer. Dizer que é