Embutidos de São Martinho podem ser o nosso IG

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Economia
  6. /
  7. Embutidos de São Martinho...

O selo de IG é dado quando o produto se torna conhecido por uma característica diferenciada, por ser produzido em determinada região ou território específico

Reunião sobre a Capital paranaense dos Embutidos foi realizada no auditório da ACIR

O projeto ‘Embutidos de São Martinho’ foi lançado oficialmente pelo Sebrae na terça-feira (24), numa a ação que tem a parceria da Associação Empresarial de Rolândia (ACIR). A proposta foi apresentada no auditório da Associação por meio de uma palestra ministrada por Maria Isabel Rosa Guimarães, coordenadora do Sebrae, que falou sobre a importância das IGs (Indicação Geográfica).


Em agosto do ano passado, uma reunião remota deu início ao projeto que promove a inclusão de São Martinho, distrito de Rolândia, no projeto de Indicação Geográfica do ‘Sebrae Origens’. Conhecido como a Capital Paranaense dos Embutidos, São Martinho tem vários produtores nessa área e muitos foram convidados para participar do lançamento do projeto. O selo de IG acontece quando o produto se torna conhecido por uma característica diferenciada, por ser produzido em determinada região ou território específico. Como é o caso dos embutidos de São Martinho.


“Buscamos as micro e pequenas empresas para participarem do projeto, especialmente os açougues e comércios de carne. Neste momento estamos com uma relação de 26 empresas que estão regularizadas e que possuem em seu CNAE (Classificação Nacional de Atividades Econômicas) o comércio de carnes”, explica Rubens Negrão, consultor do Sebrae.


O consultor explica que para esse projeto foram chamadas empresas de São Martinho e de Rolândia. “Isso é para dar mais dinâmica, deixar o projeto mais robusto e dar poder de barganha, de negociação com as atividades que estão acontecendo. Essa união serve também para que algumas ações fiquem mais baratas e mais acessíveis para as empresas”, informa Negrão. O próximo passo do projeto será a implantação de um grupo de empresários para colocar em prática as ações. “Todos que participaram aqui hoje já serão convidados, e também entraremos em contato com outros que não puderam estar presentes”, afirma.


Rubens também pontuou quais serão os principais benefícios serão oferecidos aos empreendedores do setor que aceitarem fazer parte desse grupo. “Disponibilizaremos um consultor que vai moderar as reuniões e que vai fazer todo um levantamento. Também colocaremos toda a estrutura do Sebrae à disposição dos empresários”, ressaltou. Faz parte também do projeto fazer uma missão técnica. “Levamos os empresários até outra cidade para conhecer outros empresários que conseguiram se fortalecer e potencializar os seus produtos por meio de projetos do Sebrae”, acrescenta o consultor.


O projeto também conta com o apoio do Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (IDR-Paraná), além da Secretaria de Agricultura e do Abastecimento do Estado do Paraná e da prefeitura de Rolândia.
O portal do “Sebrae Origens” reúne um vasto conteúdo que oferece ao público interessado uma ampla compreensão da importância das IGs para a economia e para os pequenos negócios do país, envolvidos na elaboração de produtos oriundos de territórios reconhecidos pelo Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e que valorizam a tradição, a cultura e a biodiversidade.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Economia

Preparativos para o Natal

Reunião realizada pela ACIR levantou sugestões e possibilidades da decoração natalina, ações e promoções A Associação Empresarial de Rolândia (ACIR) realizou uma reunião para discutir