Fomento para a economia e o comércio cambeenses

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Economia
  6. /
  7. Fomento para a economia...

Comitê Gestor da Lei Geral de Cambé propõe mecanismo para fomentar o comércio local e aquecer a economia do município

Fomento à economia e ao comércio é uma das preocupações do Comitê Gestor da Lei Geral

Secom/PMC
O Comitê Gestor da Lei Geral do Município de Cambé vem trabalhando para desenvolver mecanismos que fomentem a economia e o comércio local. Desenvolver políticas que auxiliem micro e pequenas empresas é um dos maiores objetivos do comitê, uma associação civil sem fins lucrativos e que já está em vigor desde 2015 na cidade.


Além disso, o órgão coordena projetos de inovação que podem ser desenvolvidos e implantados no município. O Comitê é formado por membros da Prefeitura, da Câmara dos Vereadores, da Associação Comercial e Empresarial de Cambé (ACIC), de empresários e comerciantes e representantes do Sebrae do Paraná.


Segundo Felipe Sicorski, consultor do Sebrae, esse é um comitê que visa institucionalizar a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa (MPE) na cidade, que cria mecanismos que facilitam o desenvolvimentos desses pequenos negócios, como o cadastro de Microempreendedor Individual (MEI). “Nós trabalhamos com ações que podem gerar impactos dentro do município, que fortaleçam a região e que fomentem a economia local, sempre pensando nos pequenos negócios”, pontua.


Sicorski esclarece que a Lei da MPE busca um tratamento diferenciado e mais simplificado para os pequenos comerciantes e empresas. “O poder público, junto do setor privado e da sociedade civil tem a chance de criar um ambiente favorável para fomentar e fortalecer a competitividade dos pequenos negócios”, explica.


Segundo o consultor, o comitê está trabalhando, entre outras frentes, para incentivar que os comerciantes participem dos processos licitatórios e de compra pública, como forma de alavancar o negócio. “Nós já estamos desenvolvendo uma cartilha informativa sobre o funcionamento das compras públicas e dos processos licitatórios, que vai auxiliar o comerciante local”, pontua. De acordo com ele, o comitê também agiu para simplificar processos burocráticos, que acabam desmotivando o micro e pequeno empresário.


Felipe Sikorski também destaca que o objetivo é trazer linhas de crédito para impulsionar o pequeno negócio, como o Fomento Paraná, que concede empréstimos de até R$ 20 mil com juros mais baixos e melhores condições e pagamento. “Nossa função é aconselhar o Poder Público no desenvolvimento de políticas que fomentem a economia e tirar dúvidas do setor privado e dos comerciantes”, explica.


Segundo Sikorski, é muito importante que a cidade tenha um comitê que foque em trabalhar o desenvolvimento do comércio local, que crie leis, programas de incentivo, cursos e parcerias, colocando a cidade em destaque no quesito socioeconômico. “Como projetos futuros, queremos criar um escritório de compras, que vai auxiliar ainda mais os empresários a participarem dos processos licitatórios, para que as compras públicas aconteçam dos nossos empresários cambeenses. Além disso, queremos promover cursos de educação empreendedora, com o intuito de incentivar que cada vez mais as pessoas sejam donas do próprio negócio”, finalizou.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Cotidiano

Dias de frio e de calor (humano)

Editorial – Edição: 872 – sexta-feira, 20/05/22 Olá, querido leitor e cara leitora do JR Nesta semana, o inverno chegou em nossa região, apesar de