Denúncias de maus-tratos: prefeitura de Cambé suspende contrato com empresa responsável por animais

  1. Home
  2. /
  3. Notícias
  4. /
  5. Meio Ambiente
  6. /
  7. Denúncias de maus-tratos: prefeitura...

Prefeitura suspendeu pagamentos após ter conhecimento de denúncias; proprietário de empresa responsável nega acusações e afirma que cavalos eram bem tratados no local

Foto feita pela zootecnista Taina Scabori, que afirmou ter levado feno diversas vezes aos cavalos no local

A Prefeitura de Cambé suspendeu o contrato com a empresa responsável por resgatar animais de grande porte na cidade. A decisão foi tomada após a Polícia Ambiental receber denúncias e constatar maus-tratos contra os cavalos que deviam ser cuidados pela empresa contratada. Os pagamentos também foram suspensos pela prefeitura, assim como os serviços de recolhimento de animais.

De acordo com a prefeitura de Cambé, a empresa Fal Eventos era responsável por prestar os serviços de ronda, captura, transportes e estadia de animais de médio e grande porte. O valor mensal do contrato entre a prefeitura e a empresa é de R$ 17.400. O dono da empresa negou as acusações e afirmou que a denúncia é totalmente equivocada.

Ainda segundo a prefeitura, seis cavalos foram retirados do local onde estavam e o dono da empresa foi multado. Os animais estão em um local sigiloso, onde estão recebendo cuidados. A Polícia Civil de Rolândia está investigando o caso, já que os cavalos estavam em um pasto na cidade de Rolândia.

A denúncia de maus-tratos foi feita por uma zootecnista, Taina Scabori, que procurou a polícia e o Ministério Público. A profissional afirmou que ela recebeu denúncias de maus-tratos e decidiu agir, indo ao local onde estavam os animais. Segundo ela, o pasto não tinha alimento e água disponível. “Conseguimos constatar que ali estava tendo maus-tratos e, além disso, o contrato não estava sendo cumprido”, afirmou a profissional.

O proprietário da empresa Fal Eventos disse que os animais chegam em condições de maus-tratos e negou que exista falta de cuidado com os cavalos. Anteriormente, a prefeitura de Cambé havia afirmado que não encontrou irregularidades no pasto.

O delegado de Rolândia, Bruno Rocha, que investiga o caso, afirmou que a polícia apura se a condição de saúde dos animais piorou depois do resgate, já que os animais já chegaram ao pasto em situação de maus-tratos. O Ministério Público do Paraná também instaurou um inquérito para apurar o caso.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM:

Colunas

Aluna Kumon passa em vestibular da UEL

Por Kumon Unidade Rolândia O Kumon é uma metodologia que visa incentivar na criança a autonomia nos estudos, buscando fortalecer o potencial de aprendizado de

vagas de emprego

JORNAL DE ROLÂNDIA – VAGAS SINE

CONFIRA AS VAGAS DISPONÍVEIS PARA ESTA QUARTA-FEIRA, 18/05 Assistente Técnico em segurança do trabalho Auxiliar de mecânico diesel Auxiliar de produção (exclusiva PCD) Auxiliar de produção

Esporte

Rolandenses no Brasileiro de Ciclismo do Rio

Competição reúne os melhores ciclistas do Brasil nas categorias Elite, Sub23 e no Paraciclismo A equipe de Ciclismo de Rolândia participa, a partir desta quinta-feira