Contra expectativas, advogado consegue absolver seu réu

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Contra expectativas, advogado consegue...

O julgamento dos réus Abner Guilherme Arruda Aguiar e Jeferson Natan Sales, acusados de homicídio, foi realizado na quinta-feira (08) e terminou com a absolvição de Abner e a condenação de Jeferson a 6 anos e 6 meses de prisão. Os dois eram acusados pelo assassinato de Ademir Soares de Oliveira, ocorrido no dia 28 de março de 2015.

O Júri transcorreu em ordem absoluta, sem polêmicas. Na parte da tarde, ocorreram os debates entre a acusação, a cargo do promotor Tadeu Augimeri, e os advogados de defesa Márcio Pierin e Mário Cesar Carvalho Pinto. A acusação requereu a condenação dos dois réus, sustentando que ambos agrediram a vítima e concorreram para a morte.

A defesa do réu Jeferson alegou a excludente de ilicitude de legítima defesa e requereu alternativamente a atenuante de violenta emoção. Já a defesa do réu Abner, que foi promovida por Márcio Pierin, alegou que o seu cliente não promoveu as agressões que deram causa a morte da vítima, e alternativamente requereu a legítima defesa, bem como a atenuante de violenta emoção.

Após os debates, os jurados se reuniram em uma sala, onde a maioria resolveu absolver o réu Abner e  condenar o réu Jeferson.

Após a votação, o Juiz Alberto José Ludovico elaborou a sentença, sendo absolvido o réu Abner, já o réu Jeferson foi condenado a 06 anos e 06 meses de reclusão em regime fechado.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: