São Rafael procura melhorar atendimento à mulher

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. São Rafael procura melhorar...

  O Hospital São Rafael, de Rolândia, tem procurado melhorar o atendimento à mulher e ao bebê durante a gestação e parto. Com esse objetivo, parte da equipe de obstetrícia do hospital se reuniu com profissionais ligados à saúde da gestante de municípios vizinhos, cujas pacientes em trabalho de parto são atendidas aqui.

   A reunião foi na terça-feira (26) pela manhã, no Rolândia Country Clube, e estiveram presentes Tatiana Muller, diretora do São Rafael, Monica Mozzaquatro, enfermeira obstetriz e coordenadora do Centro Obstétrico, Rosana Alves, secretária de Saúde de Rolândia, Evanira Chiquetti, responsável pela Saúde da Mulher na 17ª Regional de Saúde, duas enfermeiras, um médico e um pediatra do hospital e 12 representantes da área de obstetrícia de cidades vizinhas.

   Monica relatou que o hospital é referência no acolhimento de gestantes de Rolândia e outros sete municípios da região – Cafeara, Centenário do Sul, Guaraci, Jaguapitã, Lupionópolis, Pitangueiras e Porecatu. “Todas as gestantes de baixo risco, que estão em trabalho de parto, vêm para o São Rafael para receber atendimento”. As gestantes consideradas de alto risco são levadas para Londrina.

  Na reunião, foram apresentados e discutidos o projeto Mater Care, o fluxo de atendimento às gestantes, os critérios para encaminhamento de mulheres para avaliação no hospital, eventuais problemas e dúvidas dos profissionais e gestantes.

  O atendimento às mães e bebês é realizado de acordo com as diretrizes da Rede Mãe Paranaense, visando reduzir a mortalidade materna e infantil no parto, por meio do atendimento especializado as gestantes de municípios pequenos. Segundo Monica, o Hospital São Rafael realiza, em média, 90 partos por mês de gestantes desses municípios.

  Evanira Chiquetti, explica que o objetivo da reunião foi uma integração entre os profissionais dos municípios atendidos pelo São Rafael e a equipe do Hospital, para que haja um canal de conversa mais aberto entre ambos. Ela espera resultados cada vez melhores nessa área de atendimento. “O Hospital São Rafael tem feito um trabalho excelente na saúde da mulher, principalmente na gestação e no parto propriamente dito e na assistência do recém-nascido”, afirmou.

   De acordo com Evanira, as pacientes dos municípios podem visitar o hospital em torno do sexto mês de gestação, para conhecer a equipe do centro obstétrico, o que aumenta a confiança no trabalho desses profissionais. O hospital oferece exames de cardiotocografia para gestantes na 40ª semana, para que seja feita a programação do parto. “Sempre vai ser um benefício para a população”, conclui Evanira.
Centro obstétrico
   O centro obstétrico do Hospital foi ampliado no mês de abril, para acolher as mamães com mais conforto e tranquilidade. O centro tem sala de parto, sala para atendimento do recém-nascido, espaço com aparelhos para exercícios pré-parto, espaço específico para a realização de exames no bebê, como o teste do olhinho e posto de enfermagem. Podem ser feitos até três partos normais ao mesmo tempo.

   A sala de repouso do pediatra e do obstetra fica dentro do centro, permitindo que os médicos estejam à disposição das pacientes e crianças 24 horas. São 13 leitos para as mamães e seus bebês e o centro tem aparelhos de ar condicionado. A equipe de obstetrícia do São Rafael é composta por sete obstetras, quatro enfermeiras, sete técnicos de enfermagem e uma enfermeira coordenadora.

Rede Mãe Paranaense
   O objetivo da Rede Mãe Paranaense é reduzir a morbimortalidade materno infantil, por meio da melhoria do acesso, da cobertura e da qualidade do acompanhamento pré-natal, assistência ao parto e puerpério e da assistência à criança.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: