Caminhada ecológica atrai muitos participantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Caminhada ecológica atrai muitos...

Meio ambiente e Turismo, mas, acima de tudo, Integração. Esses foram os principais focos da 1ª Caminhada Ecológica realizada pelo Conselho Municipal de Turismo (Comtur) de Rolândia, na manhã do domingo (28), pela Trilha da Saracura, na PR 170. Cerca de 200 pessoas de todas as idades de Rolândia e região participaram do evento, que tem tudo para se crescer e se tornar um chamariz para atrair mais visitantes para o município.

A integração começou logo cedinho, com o café da manhã no Salão Comunitário do Km 10. Cada um levou o que pôde e todos os cerca de 200 participantes comeram à vontade. Os “romeiros do meio ambiente” também puderam conferir um pouco do artesanato feito em Rolândia, com alguns artistas locais. Logo depois, Daniel Steidle, presidente do Comtur, falou dos objetivos da Caminhada. A banda dos Desbravadores de Rolândia se apresentou em seguida e os grupos escoteiros presentes – Guarani e Caviúna de Rolândia e Harmonia, de Cambé – hastearam a bandeira em uma Sibipiruna, enquanto se cantava o hino nacional. Cena de filme e dos bons.

Além dos escoteiros, participaram da Caminhada membros dos Tucanos, Londrina a pé, Foto Clube de Londrina, do Lions, Emater, Conselho Municipal dos Diretos da Pessoa com Deficiência, agricultores. “Um momento histórico essa junção de tantos grupos diversos. Precisamos pensar como fomentar o turismo de continuidade e criar um ambiente motivador para que essas pessoas todas participarem”, explicou Steidle. “Antes da Caminhada, passamos o filme de Otto Müller de 1935 para mostrar como era a região e como ela se modificou”, ressaltou o presidente.

Ambiente da Caminhada, a Trilha da Saracura fica em uma APP (Área de Proteção Ambiental) no Km 10, na PR-170 (estrada entre Rolândia e o distrito de São Martinho). Foram distribuídas sementes de Guapuruvu (ou Ficheira) que foram plantadas no meio da mata pelos participantes. Ao longo da trilha, vários bancos de bambu foram construídos para descanso dos caminheiros, mas também foram usados de maneira diferente: os namorados Michael, 17, e Kely, 18, aproveitaram para fazer um selfie.

Alba Lúcia Cavalheiro, do Laboratório de Biodiversidade e Restauração de Ecossistemas (Labre), da Universidade Estadual de Londrina (UEL), também veio andar pela Trilha. Steidle fez questão de lembra que Alba foi responsável pela “instalação” da mata em 2004 – são 86 espécies de plantas e mais de 14 mil mudas.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: