Saúde divulga boletim epidemiológico de 2016

  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Saúde divulga boletim epidemiológico...
A Secretaria Municipal de Saúde de Rolândia divulgou o 7° boletim epidemiológico de 2016. No período epidemiológico entre as semanas 31/2016 (primeira semana de agosto) e a semana 37/2016 (11/09/16 a 17/09/2016), foram registradas 45 notificações de casos suspeitos de dengue, das quais 19 foram descartadas e 26 estão em andamento. Neste período não foram notificados casos suspeitos de Zika Virus ou Febre Chikungunya.

Atividades educativas de combate ao Aedes Aegypti, transmissor das doenças, continuam sendo realizadas no município, principalmente em escolas, empresas, indústrias e em outros locais de grande aglomeração de pessoas, com palestras e teatros abordando o perigo das arboviroses (Dengue, Zika e Chikungunya) e medidas de controle do inseto transmissor. Durante este período foram realizadas 12 ações em empresas e indústrias do município, atingindo um público de mais de 1500 pessoas.

No dia 9, Dia Estadual de Combate à Dengue, foi iniciada a primeira gincana pedagógica “Dengue na minha escola não entra”, em parceria com a Secretaria de Educação, na Escola Municipal Geralda Chaves Tiradentes, com o objetivo de fortalecer o processo de aprendizado e a incentivar a educação ambiental entre os alunos. 
A atividade envolve a coleta de possíveis criadouros do Aedes, os quais apresentam uma pontuação específica, somando pontos para concorrer a prêmios. A proposta é que esta parceria seja estendida para outras unidades educacionais de Rolândia. 

Coleta de pneus
Mais de 1200 unidades de pneus inservíveis, armazenadas no depósito de materiais inservíveis da Secretaria Municipal de Saúde, foram recolhidas pela RECICLANIP – organização que procede a correta destinação deste material em todo território nacional. A população pode entregar os pneus inservíveis todas as terças-feiras, das 9h às 16h, na Avenida Nicola Caliento, 801.

Barbeiro e Doença de Chagas
A Secretaria Municipal de Saúde realiza o monitoramento do tratomíneo (inseto barbeiro) por meio de sete postos de informação de triatomíneos (PITs), que se encontram na Secretaria Municipal de Saúde, Unidades Básicas de Saúde dos distritos (São Martinho e Bartira), comunidades do Ceboleiro, Belançon, Ribeirão Vermelho e São Rafael, locais onde a comunidade pode entregar o inseto suspeito. Nos últimos três anos não têm sido verificada a presença de triatomíneos em Rolândia.
Os triatomíneos, popularmente conhecidos como barbeiro, são insetos que se alimentam de sangue e potenciais transmissores do protozoário Trypanosoma cruzi, causador da Doença de Chagas. Transmitida pelas fezes eliminadas durante a picada dos vetores contaminados pelos tripanossomos, a doença de Chagas pode causar complicações cardíacas e/ou digestivas.

Escorpiões no Nobre e no Rosângelo
Escorpiões que podem causar danos à saúde foram encontrados na região dos jardins Nobre e Rosângelo. Em 2016, a Secretaria promoveu nove buscas ativas nesssa região. No Brasil, as principais espécies de escorpião responsáveis pelos acidentes graves pertencem ao gênero Tityus (escorpiões amarelos e marrons). Os escorpiões se alimentam de insetos, vivem e se reproduzem geralmente sob pedras, madeiras e troncos podres. 
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM: