Debate JR: Francisconi pergunta e Sartori responde

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Debate JR: Francisconi pergunta...

O JR convidou os candidatos a prefeito de Rolândia a participar de um debate impresso, com perguntas, respostas e réplicas. Foram 9 perguntas em diversas áreas feitas de candidato para candidato. Nessa primeira parte, o candidato Luiz Francisconi (PSDB) faz suas perguntas ao candidato Renato Sartori, que responde. Logo depois, há a réplica de Francisconi sobre a resposta de Sartori.

SAÚDE
Francisconi – Uma promessa sua na Saúde é um Hospital Regional, que aliás, já estamos trazendo 2 e o Sr. questiona a vinda deles, mas também promete que vai trazer. Pergunto qual o valor deste investimento, de onde virão os recursos, o local, as especialidades oferecidas e o prazo de entrega?

Sartori – Primeiro, a diferença é que na nossa proposta, assumimos o compromisso de liderar um movimento junto aos municípios da AMEPAR, para a elaboração de um projeto viável. Para então encaminharmos ao Governo do Estado a construção de um Hospital Regional Estadual, assim como existe em outras regiões. Ele será totalmente público, a população poderá ser atendida de uma forma eficiente, contando com todas as especialidades necessárias para um atendimento rápido e com diagnósticos precisos. Os recursos virão do governo estadual e o município poderá dar o terreno caso o Estado exija. Esse projeto já conta com o apoio de diversos deputados estaduais.

Réplica do Francisconi – Um tanto ampla e vazia essa sua promessa! Mas vamos lá! Os dois Hospitais já estão confirmados e estão vindo pra Rolândia, fará atendimento SUS, Convênios e Particulares. Além de possuir programa de Residência Médica, ou seja, os Profissionais da Saúde concluirão sua formação em nossa cidade!
O município não terá custo com a manutenção e nem com a construção desses Hospitais, que são de iniciativa Privada! Faremos apenas a doação do terreno que já está em processo bem adiantada e, dentro em breve, será iniciado a construção!

Francisconi
– O que faria com o Hospital São Rafael se caso, como promete, realmente trouxesse esse Hospital Regional, como resolveria todos os problemas financeiros do Hospital São Rafael?

Sartori – Temos que lembrar que o hospital São Rafael é um hospital particular, vindo de duas intervenções municipais. Vamos ajudar o hospital a recuperar o título de entidade filantrópica, para que ele possa novamente receber recursos das esperas federal e estadual. O que dará a essa entidade as condições necessárias para manter seu trabalho e recuperar suas finanças. O que não pode ocorrer é o município continuar contribuindo com o hospital São Rafael e ele não oferecer a população um atendimento eficiente.

Réplica do Francisconi – Antes mesmo de assumirmos, conseguimos impedir junto ao CRM o fechamento do Hospital São Rafael, como todos sabem! A partir daí renovamos a interdição com grandes e importantes alterações, o que já vem apresentando grandes resultados tanto administrativos quanto à qualidade do atendimento à população!
O problema do Hospital São Rafael vem acontecendo há anos e sabemos que ainda há muito o que fazer! Porém com a conquista dos dois novos Hospitais, o São Rafael será completamente desafogado no setor de urgência e consultas, passando assim a ser um novo Centro de atendimento Matero-infantil, onde já realiza esse trabalho! O título de Filantropia, estamos trabalhando para conseguir desde que assumimos e já está para ser liberado novamente!

EDUCAÇÃO
Francisconi – O Sr. como em um passe de mágica faz propostas que parecem que vão resolver todos os nossos problemas! Gostaria que respondesse qual é a carência de vagas nas creches hoje, de 0 a 2 e de 3 de 5 anos e onde serão instaladas?

Sartori
– Eficiência na gestão pública não é passe de mágica. O que temos colocado sempre sobre os CMEIS é que vamos buscar soluções para retomarmos imediatamente a obra parada no CMEI da região do Perazolo. Enquanto essa obra não for concluída, não podemos encaminhar outro pedido. Sabemos que a demanda é alta, por isso temos que buscar soluções imediatamente. Também dar condições aos demais CMEIS já existentes e respeitar as entidades filantrópicas, que prestam um grande serviço e que, infelizmente, foi cortado o repasse em sua administração, o que causou a elas uma grande crise financeira. Em nosso governo essas entidades serão respeitadas e vamos fortalecer ainda mais a parceria para que elas continuem contribuindo e gerando novas vagas.

Réplica do Francisconi – Pois é, todo mundo sabe que a demanda é alta, falar que buscará soluções, também como em tudo o que vem falando em sua campanha, é muito amplo e vazio! Podemos encaminhar novos pedidos sim para construirmos novos CMEIs, porque a obra não foi interrompida, tanto que já protocolamos mais dois novos CMEIs e duas novas Escolas Municipais!
Para se administrar uma cidade é preciso ter conhecimento de dados, caminhos e das reais necessidades dos municípios! Onde está a carência, quantas vagas são necessárias, qual o valor do investimento, há mão-de-obra para se iniciar os trabalhos e tantos outros processos para que se construa e se coloque em funcionamento um equipamento público! Não podemos fazer como vocês fizeram, construir sem planejamento algum e deixar obras e projetos inacabados e paralisados, ficando a população sofrendo sem os serviços e desperdiçando o dinheiro público! Nosso compromisso é planejar e realizar com responsabilidade!

ASFALTO
Francisconi
– Com o último prefeito, que aliás te apoia nessa campanha, Rolândia ficou completamente abandonada, inclusive na manutenção de nossas ruas. Muito fizemos, mas ainda há muito por fazer. O Sr. sabe qual o valor de investimento para recuperar todas as ruas de Rolândia e como vai conseguir esses recursos?

Sartori – Não posso responder pelos erros de administrações anteriores, a população não aceita mais desculpas, a população precisa de soluções, não de intrigas políticas que já prejudicaram muito nossa cidade. Em nove meses da sua administração pouco foi feito. Sabemos que a demanda para recuperar a malha viária do município é alta. Em nossa administração vamos elaborar um plano estratégico para trazer os recursos necessários para estas obras.

Réplica do Francisconi – Novamente não tem a noção do quanto é necessário para recuperar a malha viária do Município que seus companheiros de campanha deixaram por muito tempo sem manutenção, com grande transtorno e prejuízo para a população e para os cofres públicos! Planejamos e estamos executando, como todos podem ver! Claro que há muito o que fazer, porque o descaso foi tanto que teremos que trabalhar muito ainda para podermos ter novamente ruas e avenidas em condições mínimas de tráfego e segurança para nossa população! Só não vê quem não quer! E é isso que vamos fazer! Juntos, com a população trabalharemos muito mais por Rolândia!

MEIO AMBIENTE

Francisconi – Na gestão anterior, conforme denúncias dos nossos ambientalistas, havia um acordo com o então gestor municipal para instalar em Rolândia indústrias poluidoras, indústria do chumbo. Que várias cidades da região já haviam recusado e com razão. Sou totalmente contra! Qual a sua posição sobre esse assunto?

Sartori – Nesse período eu era vereador do nosso município e fui contra a vinda desse tipo de empresa. Participei de diversas reuniões em defesa da nossa cidade e do meio ambiente. Em nossa gestão o meio ambiente será respeitado e jamais aceitaremos empresas que venham poluir e degradar o meio ambiente e a qualidade de vida de nossa população.

Réplica do Francisconi – Como todos sabem, sou totalmente contra a instalação de uma indústria poluidora, como já quiseram instalar em Rolândia (Chumbo). E acredito que, em questões como estas, não só quando estamos em algum cargo político temos que se manifestar, mas como cidadãos de bem de nossa cidade! Assim como existem muitos em Rolândia! Aliás, após sua saída da Câmara pouco ou quase nada se manifestou a favor de Rolândia!


TURISMO

Francisconi – O Turismo é muito importante. Quem conhece Rolândia e jamais pensou em sair da cidade, que segundo informações não é o seu caso, sabe disso. Há um grupo muito atuante envolvido com o Turismo. Gostaria de saber, qual é o seu plano para promover o desenvolvimento do Turismo em Rolândia?

Sartori– O começo da pergunta foi mal elaborado e extremante confuso, até porque nunca tive a intenção de deixar Rolândia, mas vamos ao que é importante, responder sobre o turismo. É uma pena que em sua gestão ainda não foi concluído o cadastro para incluir Rolândia entre as cidades turísticas do Estado. Vamos dar atenção devida a esse cadastro, para assim incentivarmos o turismo de fato em nossa cidade, pois ele é uma fonte de emprego, renda e de receita para nosso município. Temos importantes empreendedores nessa área, vamos incentivá-los para que cresçam e o turismo seja fortalecido.

Réplica do Francisconi – O pior cego é o que não quer enxergar! Assumir uma falha ou erro é onde se encontra a grandeza de um ser humano! Todos sabem que morou ou ainda mora em Londrina, e ficou muito tempo fora de Rolândia! E por isso a pergunta, como saber explorar um tema tão importante como esse, o Turismo Rural e toda a sua complexidade, sem conhecer e vivenciar de perto, sem interrupções, o que vem acontecendo e o que pode ser feito! Acredito que temos além do Conselho de Turismo, grandes e valorosos voluntários que amam essa terra que irão com certeza nos ajudar e contribuir com nosso projeto para o Turismo de Rolândia! E é isso que estamos fazendo e vamos fazer! Esse é o nosso compromisso!


EMPREGO

Francisconi – Atualmente existem 12 milhões de desempregados em todo País. Rolândia também sofre com o desemprego. Mais uma de suas promessas, é a criação de um novo parque Industrial, sendo que já possuímos vários e estamos em plena crise econômica. Onde seria esse novo Parque e de onde viriam os recursos?

Sartori – Faltou o senhor ler com mais atenção nossas propostas, estamos trazendo um projeto que está sendo muito usado em municípios em desenvolvimento, que é o condomínio industrial. Nele os terrenos são bem mais aproveitados dando melhor agilidade e segurança as empresas, facilitando também a implantação da infraestrutura.
Sobre o local deverá ser feito um estudo, onde será apontada a melhor área para que esse condomínio seja adaptado. Os recursos poderão ser próprios da prefeitura porque vamos fazer uma administração equilibrada financeiramente, atendendo principalmente os empresários locais que querem ampliar seus negócios e que buscam investimentos.

Réplica do Francisconi – Meu caro Candidato, acompanho e leio, além de suas vagas promessas, vários outros artigos e projetos a respeito de industrialização e atração de novas indústrias! O que promete é completamente inviável e uma irresponsabilidade com o dinheiro público! Se fizéssemos o que propõe, os barracões que hoje estão desocupados em nossos parques industriais, por conta da grave crise econômica que o país enfrenta! Iríamos acabar tendo parques e áreas enormes desocupadas e ociosas! Um verdadeiro Parque fantasma! Rolândia precisa de credibilidade, estabilidade jurídica, política e econômica! E é isso que estamos fazendo! Prova disso é a vinda de várias empresas e investidores para nossa cidade! Esse é o nosso compromisso!


ESPORTE

Francisconi – O Brasil acaba de sediar dois grandes eventos esportivos: Os Jogos Olímpicos e as Paraolimpíadas. Outra promessa sua um tanto genérica inclusive, é investir no esporte! Qual é o seu projeto para desenvolver o esporte em Rolândia e de onde conseguiria o recurso?

Sartori – Vamos fortalecer a secretaria de esporte, fazer que ela deixe de ser um “cabide de empregos”. Dar condições ao secretário e servidores para desenvolverem projetos de incentivo, além de fortalecer a prática esportiva, inclusive em parcerias com outras secretarias municipais, como educação e assistência social.
Rolândia é um celeiro de atletas e de professores apaixonados pelo esporte, temos que aproveitar todo esse potencial, dando incentivo necessário para que eles possam representar nosso município e serem vitoriosos em suas carreiras. Os campeonatos amadores também terão o apoio da secretária e obviamente os recursos poderão vir de parcerias com o governo, ministérios dos esportes e outros com recursos próprios do nosso município.

Réplica do Francisconi
– Quando assumimos, encontramos uma situação caótica em todas as áreas de nossa cidade! O esporte era uma delas! Há anos Rolândia não sediava Torneio importantes, Campeonatos escolares, participava de competições fora da cidade com recursos 100% do Município! E como todos viram, esse ano nesse curto período, já sediamos os Jogos da Juventude do Paraná, em parceria com a Secretaria de Esportes e Turismo do Estado, além de grandes resultados em Campeonatos paranaenses de equipes de nossa cidade! E vamos fazer nos próximos quatro anos, muito mais pelo Esporte! Porque, sim, Rolândia pode Mais!

SEGURANÇA
Francisconi – Polícia Militar e Civil estão a cargo do Governo, mas nós não estamos de braços cruzados diante do avanço da criminalidade. Com planejamento e envolvimento da sociedade tenho certeza que Rolândia voltará a ser mais segura! Qual é a sua promessa o setor de Segurança de Rolândia?

Sartori – A questão da segurança vai um pouco além, hoje vemos uma secretaria de assistência social extremante displicente quanto a suas funções, pois em todos os lados da cidade existem pessoas ociosas, algumas pedindo em semáforos, morando embaixo de marquises, em prédios abandonados, inclusive em prédios públicos, como o ginásio de esportes da Vila Oliveira. Isto gera um grande problema social, pois a segurança também começa nesse quesito, em não deixar pessoas perambulando na cidade.
Rolândia precisa de uma atenção especial por parte da secretaria de segurança do Estado, pois é uma cidade com entroncamento rodoviário, o que faz toda a diferença no quesito de segurança pública. A maioria dos detentos da nossa delegacia é de outros municípios.

Vamos reativar as câmeras de segurança e cobrar do Governo do Estado maior efetivo da Polícia Civil e Militar, solicitar com urgência efetivo fixo para os distritos, dando assim segurança a estes locais e a área rural.

Réplica do Francisconi – Como em outras perguntas e respostas do nobre candidato, faltou conhecimento dos serviços realizados em nossa cidade! Talvez esteja se referindo há pouco tempo na administração de seu apoiador, o Prefeito Cassado, quando realmente encontramos ao assumir uma situação como essa! Avançamos muito na segurança no que compete ao Município e à assistência social! Conseguimos retirar das ruas e do Ginásio de Esportes da Vila Oliveira várias pessoas que viviam nas ruas, tentando devolver a elas um pouco de dignidade e a razão de viver!
Além de ações para colocar em funcionamento as câmeras de segurança que foram instaladas pelas pessoas que fazem parte de sua campanha e que encontramos totalmente em péssimas condições e incapazes de serem colocadas em funcionamento! Iremos adotar o projeto Vizinho Solidário e já estou visitando e desenvolvendo o projeto para o mais breve possível criarmos a nossa GUARDA MUNICIPAL! Porque, sim, Rolândia pode mais!

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: