Mundo Pet: Castração

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Mundo Pet: Castração
O que é a Castração?
A castração é uma cirurgia simples, de baixo risco, que pode ser feita em todos os tipos de mamíferos, tanto nos machos quanto nas fêmeas. É o mecanismo mais eficaz e humanitariamente correto que se conhece para impedir que cães e gatos procriem descontroladamente.

Por que é necessário castrar?
Cães e gatos vivem perto de nós, humanos, e possuem características que podemos classificar como inteligência: aprendem truques, percebem quando estamos zangados, são “charmosos” quando querem conseguir alguma coisa… Mas não possuem a capacidade de controlar o próprio instinto reprodutivo. Cabe a nós, seus guardiões humanos, a tarefa de decidir sobre essa questão. E, como o excesso de cães e gatos é um grave problema, especialmente nos grandes centros urbanos, a castração é o instrumento mais eficaz que existe para garantir que não haja uma explosão populacional dessas espécies. Para se ter uma ideia do quanto esse assunto é sério, para cada bebê humano que nasce, nascem também 15 cães e 45 gatos. Em seis anos, uma cadela e seus descendentes, podem gerar 64 mil filhotes! 

Como a castração funciona? 
Nos machos, a castração consiste na retirada dos testículos. Nas fêmeas, aconselha-se fazer a histerectomia, que consiste na retirada do útero, trompas e ovários. Dessa forma, além de não gerar filhotes, a cadela ou gata também não correrá o risco de desenvolver tumores de mama, piometra e outras doenças ligadas ao aparelho reprodutivo. Trata-se de uma cirurgia de baixo risco, que não requer internação, mas envolve anestesia geral e não pode, de jeito nenhum, ser realizada por “curiosos”: somente médicos veterinários devidamente habilitados podem realizá-la. O pós-operatório é simples e basta uma semana de recuperação para que o animal fique “novinho em folha”.

Vantagens da Castração: 
1) Diminui drasticamente o risco de doenças nas vias uterinas e previne o aparecimento de tumores de mama, útero, próstata e testículos;
2) Elimina a Gravidez Psicológica, que afeta algumas fêmeas após o término do cio e se caracteriza pelo inchaço das mamas (muitas vezes com edema), produção de colostro e irritabilidade excessiva;
3) Diminui o risco de fugas e brigas, que podem acarretar acidentes graves e até fatais; 
4) Ao acabar com o cio, elimina também algumas consequências inconvenientes, tais como os latidos, uivos e miados excessivos que ocorrem nos períodos de fertilidade; 
5) Elimina os estados de excitação por falta de cruzamentos – e o embaraço gerado quando o cãozinho resolve agarras as pernas das visitas; 
6) Nas cadelas, elimina a inconveniente perda de sangue no período de cio, assim como as desagradáveis reuniões de machos na imediações da residência; 
7) Contribui para a redução e até a eliminação do hábito dos gatos de urinar em paredes e móveis para marcar território. A urina também perde o odor forte e desagradável.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: