+ Artes: 30 anos de Volta para o Futuro – por Samuel Bertoco

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. + Artes: 30 anos...

Escrevo esse texto em 21.10.2015, hoje, exatamente hoje, Marty McFly chega ao futuro em De Volta para o Futuro II. Pra gente, meio nerd, não deixa de ser frustrante que não inventaram o Hoverboard, nem o tênis que fecha sozinho (nossa, queria um desses, odeio dar laço) nem vamos ver Tubarão 19 no cinema (graças), mas pelo menos acabaram com o fax, que no filme está bombando. Também é aniversário de 30 anos do lançamento do primeiro filme, um marco da cultura pop da nossa geração.

Esse filme é uma pequena obra prima da diversão. Não tem atuações inesquecíveis nem ganhou nada, mas ainda hoje diverte e imerge você dentro daquela história, sem ter ficado datado e com efeitos especiais toscos por causa do tempo.

Marty (Michael J. Fox) viaja ao passado no Delorean, máquina do tempo em forma de carro criado por seu amigo cientista Dr. Brown (Cristopher Loyd). Lá conhece seus futuros pais adolescentes e sua mãe acaba se apaixonando por ele. Então Marty tem que rebolar para não ferrar com seu futuro, fazendo com que seus pais se casem e ainda dando um jeito de voltar a 1985.

Curiosidades:

– Robert Zemeckis (diretor) e Bob Bale (roteirista) queriam fazer um filme sobre viagem no tempo, mas não pensaram em nada que prestasse. Robert então teve a ideia vendo um álbum de fotos de seu pai na escola e imaginando se seria seu amigo caso estudassem juntos.

– A máquina do tempo seria uma geladeira, ideia que abandonaram. Um dos motivos foi o medo de crianças entrando em geladeiras reais tentando viajar no tempo.

– Michael J. Fox não estava disponível e outro ator (Eric Holtz) gravou por semanas, mas ninguém gostou do resultado e decidiram parar a palhaçada, posteriormente Fox acabou aceitando.

– Fox já trabalhava em uma série de TV, então teve que gravar boa parte das suas cenas das 18h as 5h da manhã pois durante o dia gravava a série, foi assim por meses.  

– Zemeckis e Bale eram parceiros de Steven Spielberg, só que tudo que fizeram juntos havia afundado, então não levaram o filme a ele. Como foram negados por todos os estúdios de Hollywood acabaram pedindo arrego e falaram com Spielberg, que tirou o filme do papel.

Vão ver, está nos cinemas.

Samuel M. Bertoco
é formado em Marketing e Publicidade.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: