Alunos ocupantes do Souza Naves divulgam nota

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Alunos ocupantes do Souza...

Os estudantes que ocupam o colégio estadual Souza Naves, de Rolândia, desde o dia 14 de outubro divulgaram uma nota de esclarecimento nesta terça-feira (25) na rede social Facebook. A nota é endereçada aos pais e à sociedade rolandense em geral e explica os passos dados pela classe antes e durante a ocupação. O texto também ressalta que o movimento se iniciou somente por alunos do Ensino Médio e que são apenas os estudantes que coordenam todo o processo – a nota critica as pessoas que reproduzem ideias diferentes a respeito disso sem estarem a par da situação. Leia a nota na íntegra.
 

    Nota de esclarecimento aos pais e membros da sociedade de Rolândia:
 
  Os Estudantes do Colégio Estadual Souza Naves, vêm por meio desta nota de esclarecimento, ressaltar os detalhes da nossa ocupação.
   É necessário explicar como tudo começou, para que não ocorra mais equívocos, o movimento se iniciou na terça-feira, após notarmos o descontentamento dos alunos com a MP (Medida Provisória), reunimos então estes, na terça-feira (11) ás 20h00min para um debate de quais atos poderiam ser feitos. Após essa reunião planejamos passar em todas as salas dos três períodos no dia 13 para explicar aos alunos o que era a Medida Provisória 746 e a contradição com a PEC 241. A partir deste ato, demos abertura para que todos os interessados viessem se juntar ao movimento e participassem de uma assembleia que seria realizada na sexta-feira (14).
   Reunimos então, todos os alunos presentes na nossa quadra coberta as 10h00min e começamos com o auxílio de um megafone mostrar a nossa revolta. Propomos desde manifestações nas ruas até a ocupação, e notamos que o mais efetivo seria ocupar o colégio. Realizamos uma votação na qual apenas uma pessoa se absteve do voto e os demais votaram a favor da ocupação. Como o colégio teria aula no período vespertino e os alunos são bem menores, marcamos a efetivação do ato para as 18h00min, e nesse intervalo de tempo fizemos bilhetes para serem entregues aos pais e comunicamos os transportes escolares para que ninguém fosse prejudicado. Durante todo o tempo mantivemos contato direto ou via telefone celular com nossos pais e em vários momentos eles estiveram presentes para auxiliar com a segurança e outras tarefas, portanto somente eles, os responsáveis legais pelos ocupantes, se comunicam conosco, enquanto a mídia expõe nossa imagem sensacionalizando os fatos.
   É necessário mais uma vez enfatizar que o movimento se iniciou somente por alunos do Ensino Médio, ao contrário do que pessoas que não estão a par da situação reproduzem, e durante esse tempo que estamos aqui unicamente alunos coordenam todo o processo. O único auxilio que temos de funcionários é como parte da comunidade externa, que se propõem a doar desde os seus conhecimentos até produtos que necessitamos para permanecer no local.
   Desta forma conseguimos trazer ao colégio oficinas de diversas espécies (pré-vestibular, artística, musical, desenvolvimento do senso crítico, debates e aulas em geral) para que ninguém possa ser prejudicado de nenhuma forma pela ocupação, e sim beneficiado, pois o objetivo da escola é transmitir conhecimento e não ser depósito de filhos!
   Portanto, antes que tirem conclusões precipitadas a partir de meios midiáticos, convidamos pais e alunos do C.E Souza Naves, virem pessoalmente e conhecer o protesto, que mais uma vez, é ESTUDANTIL e APARTIDARIO.

Agradecemos a atenção,

Alunos ocupantes do Colégio Estadual
25/10/2016

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: