Café rolandense entre os melhores do PR

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Café rolandense entre os...
O cafeicultor André Nunes dos Santos, 28, ficou na 5ª colocação no Prêmio Café Qualidade Paraná, entregue na quinta-feira (20) na sede do Instituto Agronômico do Paraná (Iapar), em Londrina. O prêmio é entregue aos cefeicultores que se diferenciam na condução de suas lavouras, colhendo grãos que se transformam numa excelente bebida, os chamados cafés especiais. André recebeu o prêmio em companhia de seu pai, Arnaldo Nunes dos Santos, 61, que também participou do concurso com mais 240 produtores. 

A 5ª colocação de André precisa ser comemorada, pois coloca o nome de Rolândia de volta ao cenário cafeicultor do Estado – a cidade já teve campeões no Prêmio Café Qualidade do Paraná. “Essa colocação e o 3º lugar no ano passado mostram que Rolândia tem café de qualidade e é um incentivo para outros produtores do município, que tem altitude e terra privilegiadas para o cultivo do produto”, explicou João Carlos Sanches, da Kindu Alimentos, que ajudou aos dois produtores na padronização do café separado para o concurso.

O objetivo do Prêmio é valorizar a bebida paranaense e uma estratégia para abrir aos cafeicultores do Estado a possibilidade de conquistar novos mercados, ampliar negócios e aumentar a renda. O cafeicultor de Rolândia, cujo sítio fica no distrito do Bartira, participou na categoria Café Natural (microlote), com duas sacas por lote. “Essa categoria é para produtores com propriedades menores”, ressaltou André Nunes.
O concurso Café Qualidade Paraná é uma promoção da Câmara Setorial do Café, Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Paraná (Seab), Iapar e Emater-PR. Essa foi a 14ª edição do evento.

Família de cafeicultores
André é cafeicultor, apesar da “pouca” idade – tem apenas 28 anos. Mas a idade aumenta quando o comparamos com o seu pai, Arnaldo, que tem 61 anos e mexe com café desde os 10 anos de idade. “São mais de 51 anos mexendo com esse produto e aprendendo seus segredos”, afirmou seu Arnaldo. Os dois não puderam de deixar de se lembrar do avô de André, ou pai de Arnaldo, o senhor Jasson Nunes dos Santos, que tem 94 anos de idade, e veio de Sergipe atrás “desse tal de café”. Seu Jasson está vivo, lúcido e louco de vontade de contar a sua história, de sua família e do café, que o acompanha desde que chegou a Rolândia. Era tudo o que o JR queria ouvir – vamos atrás delas.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: