Papo Reto: Patrimônio Histórico pra quê? – por Renato Malacrida

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Papo Reto: Patrimônio Histórico...

Em pesquisa rápida na internet, conseguimos encontrar a definição de Patrimônio Histórico: “Patrimônio Histórico pode ser definido como um bem material, natural ou imóvel que possui significado e importância artística, cultural, religiosa, documental ou estética para a sociedade. Estes patrimônios foram construídos ou produzidos pelas sociedades passadas, por isso representam uma importante fonte de pesquisa e preservação cultural”

Mas afinal, por que manter viva a história? A resposta é simples! Temos nossa própria historia, e no decorrer de nossa vida, guardamos diversos tipos de coisas; fotos, coleções, cartas etc. Quando algo é muito importante para nós, não vemos sentido em desfazer ou simplesmente destruir algo que remonta a nossa identidade! Por isso preservar patrimônios que auxiliam na formação de nossa cidade, sociedade e afins. A partir do momento que depredamos (ou deixamos depredar) um patrimônio estamos sendo coniventes com o desrespeito aos nossos antepassados, a nossa própria história, afinal, somos frutos dessa história, desse coletivo.

Ao comprar, retirar, quebrar, partes do Hotel Rolândia, por exemplo, qual exemplo que estaremos dando para as futuras gerações? Demonstrando total desrespeito, não podemos exigir o mínimo daqueles que virão. Como historiador, ao me deparar com algo que “conta a historia local”, me sinto estasiado, como se eu visse e ouvisse as pessoas e todo um contexto do qual aquele patrimônio está inserido. Temos a obrigação de manter viva esses patrimônios, seja material ou imaterial, pois, somente desta maneira, poderemos construir e ou manter vivo nossa identidade.

Fico triste ao ver que uma edificação de 1934, a primeira do perimetro urbano, a ser construído em nossa cidade. Engraçado que grande maioria das pessoas adora se apropriar da história, mas viram as costas quando podem fazer algo realmente útil.

Gente, vamos cobrar o poder público (por mais que o município não tenha verba), e as próprias pessoas que depredam o local. Lembrando que depredação de patrimônio histórico e cultural é crime, com pena de 6 meses a um ano de detenção.
Tá mais que na hora de ajudarmos, não acham?
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: