Editorial – Edição: 620

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Editorial – Edição: 620
Olá, leitor e leitora do JR

Nesta semana, apesar do recesso parlamentar, a Câmara de Vereadores de Rolândia foi, novamente, centro de discussões e polêmicas. Tudo por causa da lei de reenquadramento dos servidores com nível superior das áreas de Saúde e Assistência Social. A Comissão  de Administração Pública da Câmara realizou uma audiência e convidou representantes do Executivo, do sindicato e dos servidores para discutir sobre o projeto de lei que altera a lei de reenquadramento. A lei do reenquadramento foi assinada em 2015 e previa que esses servidores teriam uma reposição em fevereiro de 2017. Como não há dinheiro para tanto – o impacto seria de R$ 3 milhões ao ano aos cofres da prefeitura – o Executivo ofereceu parcelar a reposição: 15% em abril, 15% em agosto e 70% em março de 2018. A proposta não foi aceita pelos servidores e nem pelo sindicato e o projeto de lei deve seguir para a votação. Um abacaxi bem grande para a nova Legislatura e um termômetro para a base do prefeito na Câmara. Vamos aguardar.

Na área da Cultura, uma reunião do Conselho tratou do edital do Fundo Municipal de Cultura (FMC) – que deve receber modificações antes de ser publicado. A boa notícia é que o valor para os projetos estão em 281 mil reais: 90 mil que sobraram do ano passado e mais 191 mil desse ano. A ideia é mexer na lei e permitir que pessoas físicas também possam concorrer com projetos através do edital. Aliás, a lei foi criada dessa maneira em 2011 pelo prefeito Johnny Lehmann e mudou em 2013, permitindo que apenas pessoas jurídicas participassem do edital.

Na área da saúde, a Vigilância mudou de endereço: está agora no mesmo prédio em que ficam o Posto Central e o Centro de Especialidades. O local está passando por reformas e “aumentou” – o aluguel também. O aluguel do prédio foi alvo de polêmica nesta semana. Leia a matéria na página 5 e entenda o porquê.
Ainda na Saúde, há vacina contra a Febre Amarela nos postos de saúde. O surto que há em outros estados tem levado muita gente até as UBSs do município, apesar de o Paraná não ter nenhum caso confirmado.

Na Educação, cansado de esperar pelo Governo do Estado, o colégio Kennedy fez rifas e promoções e arrumou, com recursos próprios, várias salas de aula.

Agora vamos falar do esporte: …
 
BOA LEITURA E ATÉ A SEMANA QUE VEM
 
Josiane Rodrigues
Editora
José Eduardo
Editor
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: