Câmara rejeita projeto que postergava reenquadramento

  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Câmara rejeita projeto que...

   Por 5 votos a 4, a Câmara de Rolândia reprovou o Substitutivo que regulamentava a reposição salarial de cerca de 175 servidores com nível superior e modificava a lei nº 3.744, de 30 de dezembro de 2015, que reenquadrou os servidores a partir de 1º de fevereiro de 2017. O substitutivo regulamentaria o pagamento de 100% dos efeitos a partir de abril, mas, com a reprovação, a lei continua valendo e os servidores recebem a reposição total ainda em fevereiro.

 Votos
  Com o plenário da Câmara lotado de servidores, os vereadores falaram sobre o projeto que seria votado. Alguns já deixaram claro seu posicionamento e, no final dos discursos, já se visualizava uma derrota do Executivo, para surpresa de muitos, já que o vereador Andrezinho da Farmácia parecia que votaria pela aprovação do projeto, até a sua fala. No final, o presidente da Casa, Eugênio Serpeloni, pediu para que os vereadores que fossem contra o projeto que ficassem em pé e os que fosse a favor que permanecessem sentados – no caso do vereador Ardigo, que é cadeirante, ele deveria erguer o braço, se fosse contrário. Ardigo, Alex Santana, Reginaldo Silva, Rodrigão e Andrezinho foram contra e enterraram o projeto. Edileine Griggio, João Gaúcho, Maria do Carmo e Irineu de Paula votaram a favor.
   O resultado foi muito aplaudido pelos servidores públicos, que mal esperaram o final da sessão para comemorar a vitória.
 

    

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM: