+Artes: Quebrando tudo: mulheres em filmes de ação – por Samuel Bertoco

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. +Artes: Quebrando tudo: mulheres...
É raro mulheres protagonizando filmes de ação, mais raro ainda é vê-las detonando tudo, explodindo, metralhando. Geralmente, fazem mais o tipo “inteligente estrategista” ou “ninja ladra”, mas de bazuca, na linha de frente, necas. É justamente esses papeis “brucutus” que quero destacar, que pelo menos ultimamente, a mulherada vem fazendo bonito:

– Katniss (Jogos Vorazes) – A maior franquia de ação – sem ser de super herói – dos últimos anos é protagonizada por uma mulher. E nada de dividir a relevância com os caras, é ela que é foda mesmo, ganha os Jogos duas vezes, salva o mocinho indefeso, lidera uma revolução e ainda tem o bônus de ser a Jenifer Lawrence. 

-Furiosa (Mad Max Fury Road) – Uma pessoa precisa salvar um grupo de meninas de um líder tirano, então rouba um caminhão gigante e atravessa um deserto apocalíptico fugindo e lutando contra um exército de malucos que pilotam carros mais malucos ainda no meio de explosões, metal rasgando, velocidade, morte e mais explosões. E quem faz isso? Furiosa, a personagem magistral vivida por Charlize Teron. Max até tá lá, mas mais pra dar um apoio, ficar resmungando e dar nome pro filme. Nem preciso dizer quem mata o vilão no final né?

– Tenente Ripley (Alien) – Esse é mais velho e todo mundo deve ter visto – aaaa se ainda não viu vo nem fala nada – mas vale a menção por ter sido o primeiro filme com uma mulher protagonista num filme de ação, e ainda mata o monstrão em três filmes diferentes, cara, isso é ser o bicho da goiaba, hein?. 

– Rey (Star Wars Despertar da Força) – Não daria pra finalizar sem falar que colocaram uma mulher protagonista desse e dos próximos filmes da maior franquia da história do cinema, tudo bem que o personagem é meio “herói  heroína genérico”, mas é de Star Wars que estamos falando, e do provável último Jedi da galáxia toda ser uma mulher…uoooooo, eu achei demais…amei o primeiro filme com ela e mal posso esperar os próximos
Samuel M. Bertoco é formado em Marketing e Publicidade

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: