Ministério da Saúde lança diretrizes para humanizar o parto normal

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Ministério da Saúde lança...
No dia 8 de março foi comemorado o Dia Internacional das Mulheres. Nessa data, o Ministério da Saúde lançou diretrizes que favorecem as mulheres a terem mais poder de decisão sobre como será o nascimento do filho. 

A ideia é que as mulheres possam elaborar seu próprio plano de parto, escolhendo como, onde e de que forma elas desejam viver essa experiência. Muitas dessas diretrizes já estão como recomendações e são, a partir de agora, de cumprimento obrigatório pelas unidades de saúde.

As novas diretrizes preveem como medidas que deverão ser incorporadas pelas maternidades:
• Permitir à mulher a posição que ela preferir durante o parto, visando o conforto;
• Presença de doulas e de acompanhante;
• Dieta livre, com o fim do jejum obrigatório;
• Métodos de alívio para a dor, como massagens, banhos quentes e imersão na água;
• Direito à anestesia e à reaplicação dela;
• Contato pele-a-pele da criança com a mãe imediatamente após o parto;
• Direito à privacidade da gestante e da família;
• Estímulo à amamentação.

A publicação de diretrizes, baseadas em evidência científica, é um passo fundamental para desmistificar a assistência ao parto normal e contribuir com a melhoria da assistência obstétrica no Brasil. Elas visam diminuir os altos índices de intervenções consideradas desnecessária e que acabam colocando a vida da mãe e do bebê em risco. 

Segundo as novas diretrizes, devem ser evitados, quando possível: 
• Episiotomia (corte no períneo);
• Uso do hormônio ocitocina para acelerar a saída do bebê;
• Cesariana;
• Aspiração do nariz e da faringe do recém-nascido;
• Técnica conhecida como “manobra de Kristeller”, quando se pressiona o útero da mulher para ajudar a expulsão da criança;
• Uso do fórceps;
• Lavagem intestinal antes do parto;
• Raspagem dos pelos pubianos;
• Rompimento da bolsa;
• Corte precoce do cordão umbilical (os médicos deverão esperar de 1 a 5 minutos ou até cessar a pulsação).
Nossos encontros são gratuitos e acontecem no terceiro sábado de cada mês, sempre às 14:30 horas, na Biblioteca Cidadã Michael Traumann (Rua Antônio Campaner, 1000 – Conj. Domingos Neves – rua da Escola MunicipalMaria do Carmo). 
Curta e nos acompanhe em nossa Fanpage: Ge sta Rolândia!

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: