Dados em tempo real

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Dados em tempo real

O município de Rolândia é o primeiro do Paraná a ter um serviço de coletas de dados em tempo real no combate do mosquito Aedes aegypti. A secretaria de Saúde entregou aos agentes de Saúde, na manhã desta quarta-feira (24), 30 tablets equipados com um aplicativo específico e com internet 4G.


“Somos os primeiros a ter essa digitalização no combate ao Aedes. Nos tablets, os agentes terão todas as ferramentas que eram impressas como as planilhas do Liraa, do enfrentamento da microcefalia, do combate ao mosquito”, explicou Rafael Dias, diretor de Vigilância em Saúde de Rolândia. Os agentes continuam fazendo as visitas e o seu trabalho e preenchem essas planilhas – imediatamente, esses dados vão para uma central e são compilados, já que o tablet tem a tecnologia 4G.

Todos o trabalho nos imóveis dos 30 agentes de Rolândia serão copilados e se ganhará mais tempo, já que esses profissionais não precisarão mais, no final do dia, ficar somando a quantidade de focos, imóveis. “Esses dados serão repassados em tempo rela à Regional de Saúde, à Secretaria Estadual e ao Ministério de Saúde”, ressaltou Rafael.

Esse aparelhamento digital dos agentes tornará Rolândia modelo para outros municípios. O trabalho da diretoria da Saúde também será facilitado, já que os locais de serviço dos agentes será encaminhado digitalmente até o seu tablet. “Tudo georreferenciado. O tablet tem um mapa em que o agente pode marcar casos de dengue, ruas com foco. O aparelho também possibilita que o agente faça um foto de uma situação e repasse para o gerenciamento, que decide o que fazer em tempo real”, afirmou o diretor. Os agentes tomaram contato com os tablets na quarta-feira e estão recebendo o treinamento, mas sem parar o serviço de controle da dengue. “Acredito que em uma semana tudo esteja certo e os agentes já usando os tablets em seu dia a dia”, concluiu Rafael.

Os aparelhos foram adquiridos em comodato e custam algo em torno de 5 mil reais por mês. O prefeito Luiz Francisconi, o vice-prefeito Roberto Negrão e a secretária de Saúde, Rosana Alves, participaram da entrega dos tablets.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: