Lions: 100 anos pelos necessitados

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Lions: 100 anos pelos...
Em 2017, o Clube de Serviços Lions está completando 100 anos em todo o mundo. Fundado em 07 de junho de 1917, o clube conta com 1 milhão e 400 mil voluntários em 250 países com o lema “Nós servimos”. O principal objetivo é ajudar os necessitados, servindo a sociedade. Em Rolândia, o Lions está desde 1956, como contou Jorge Lehmann, Governador do distrito LD-6, que inclui 50 clubes do norte do Paraná, filho de fundador em Rolândia e “Leão” desde 1974.

De acordo com o governador, o Lions tem uma imensa importância. “O que eu acho muito importante dentro do Lions é você ter um lugar que você tem a oportunidade de agradecer a família saudável que você tem, a vida, podendo retribuir ajudando alguém”, declarou Jorge. Especificamente em Rolândia, o Lions atende creches e lar de idosos com cestas básicas e ações com lucros revertidos para essas entidades. “Nós também temos um banco ortopédico para quem precisa de cadeira ou muleta, andador”, acrescentou Jorge. No município, o centenário está proporcionando um ano todo de comemorações e ações especiais. “Nosso clube hoje está com mais de 50 pessoas, companheiros trabalhando em prol dos necessitados”, destacou.

Mundialmente, o Lions tem diversas campanhas, como “Dê um dólar e salve uma vida”, que promove a compra de vacinas. Além disso, o clube de serviços tem parcerias com grandes fundações internacionais como a Jimmy Carter e a Bill Gates e atendem a grandes catástrofes como, por exemplo, o Tsunami no Japão (2011) e Terremoto no Haiti (2010). O Lions Mundial criou quatro programas com duração de quatro anos para o centenário, com a meta de atingir no mínimo cem milhões de pessoas em todos os países, em alusão aos cem anos do clube. Um deles é o “Visão”, que prevê cuidados e testes para doenças nos olhos, nas escolas, em feiras nas ruas. O projeto para o meio ambiente inclui plantação de árvores, revitalização de fundo de vales, apoio na criação de hortas comunitárias. Há também um projeto voltado para os jovens, que busca ajudar com a dependência química, moradores de rua e adolescentes nas escolas. “É para tirar os jovens das ruas”, explicou. O quarto programa diz respeito a “Fome”, para promover doação de cestas básicas para famílias carentes e sopas para a população. Convenção mundial em Chicago, que se inicia no dia 4 de julho.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: