Diferentes sim; desiguais não

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Diferentes sim; desiguais não

Está confirmada para o dia 26 de setembro a 8ª edição do ciclo de debates sobre as desigualdades sociais com o tema “Desigualdades, Educação e Diversidade na Contemporaneidade”. O evento este ano tem uma particularidade muito especial, pois sai das dependências da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e vem para Rolândia, no Centro Cultural Nanuk.

Resultado de uma bem sucedida parceria entre o Setor de Promoção da Igualdade Etnicorracial do Centro de Atendimento à Comunidade (CAC), da Prefeitura de Rolândia, e o LENPES (Laboratório de Ensino, Pesquisa e Extensão da Sociologia) da UEL, o ciclo de debates faz parte da programação do FOPE (Fórum Permanente de Licenciaturas), o qual, ao longo de quase uma década, tem sediado em Rolândia inúmeros cursos de formação continuada para professores e acadêmicos. “A nossa proposta é continuar mantendo esta preciosa parceria entre as escolas de educação básica e a Universidade”, afirmou a professora Silvia Motta, coordenadora do Setor de Promoção Etnicorracial do CAC.

Ainda de acordo com a professora Silvia, debater as desigualdades no âmbito da escola é dar visibilidade a comportamentos que, na maioria das vezes, acabam sendo considerados como “naturais” ou renegados a uma dimensão menos importante do fazer pedagógico. Desta forma, sendo camuflados pelo discurso ideológico da igualdade, passam despercebidos, porém não imunes quanto às suas consequências.

A professora explicou que é fato concreto que os altos índices de evasão escolar e de violência juvenil que ocorrem na escola estão relacionados às diferentes formas de desigualdades, sejam elas, de gênero, “raça”, sócio econômicas, entre outras. “Não podemos permitir, enquanto educadores e seres humanos, que as nossas diferenças sejam transformadas em desigualdades, promovendo assim a riqueza de poucos em prejuízo de muitos, o poder de poucos e a submissão de muitos, pois uma sociedade justa se faz com igualdade de direitos”, ressaltou Silvia Motta.

O 8º Ciclo de Debates tem ainda como parceiros na organização a Secretaria Municipal de Educação de Rolândia e o Colégio Estadual Professor Francisco Villanueva, também rolandense.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: