Vereador foragido renuncia por carta em Pitangueiras

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Vereador foragido renuncia por...

O vereador Marcos Antônio Tavares (PSC), 24 anos, enviou uma carta com
sua renúncia ao cargo para a Câmara de Vereadores de Pitangueiras (35 km
de Rolândia). A carta foi recebida na Câmara no dia 20 de novembro e
relatava “motivos particulares” para a desistência do cargo, o qual
assumiu em janeiro de 2013.

Tavares está foragido da polícia de
Jaguapitã, que tem um mandado de prisão expedido em seu nome. De acordo
com informações, o vereador estaria envolvido em compras ilegais de
ração para frango e quase foi pego durante a ação no dia 04 de novembro –
desde então está foragido.

O vereador foi o mais votado nas
eleições de 2012 e recebeu 173 votos. Em seu lugar, a coligação que o
elegeu tem Alair Santana (PP) como primeiro suplente e Maria Rosangela
Goulart Rodela (DEM) como 2º suplente. Faltam três sessões ordinárias
para se encerrar o ano Legislativo em Pitangueiras.

Na semana passada,
o presidente da Câmara de Pitangueiras, Oscimar Aparecido Sabec (PP),
foi até a delegacia de Jaguapitã para levar documentos que comprovavam
as faltas de Marcos Antônio Tavares no período em que está foragido.
“Houve denúncias que estaríamos dando presença para ele nas sessões em
que não compareceu. Levamos as atas ao delegado de Jaguapitã e
desfizemos esse mal-entendido”, ressaltou Oscimar.  Em Pitangueiras, um
vereador pode perder o mandato se faltar a 1/3 das sessões realizadas no
ano, um total de 12, e Marcos Tavares já faltou a 11 delas até nesta
semana.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: