Novos estrondos assustam rolandenses

  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Novos estrondos assustam rolandenses

  Vários rolandenses, principalmente dos jardins Alto da Boa Vista e Vale Verde, voltaram a ficar assustados na manhã de sábado (17) com dois enormes estrondos. O aposentado José Milton Bertoco, 63 anos, que mora no Alto da Boa Vista, escutou os dois barulhos e marcou no relógio o horário em que aconteceram: 7h23 e 7h38. “Eu ouvi aqui em casa. Meu filho estava meio dormindo, saltou da cama assustado, pois a casa tremeu”, afirmou Milton. O morador faltou com algumas pessoas da vizinhança e confirmou que todos ouviram e ficaram assustados. “Na padaria Alto da Boa Vista (antiga Querubim), todo mundo que estava lá se assustou”, ressaltou o aposentado. Milton já chegou a falar sobre os barulhos que os moradores do Alto da Boa Vista ouvem há, pelo menos, dois anos com a reportagem do JR.
  Essa é a segunda vez, em menos de uma semana, que os rolandenses relatam barulhos e estrondos: no dia 11, quando quase 10 mil casas foram avariadas com rachaduras e afundamentos, muitas pessoas também ficaram assustadas com estrondos. Ainda sobre o assunto, os sismógrafos instalados em Londrina registraram, pelo menos, 8 abalos sísmicos entre o dia 10 e 12 na região de Londrina – todos com magnitude entre 1,1 e 1,7 de intensidade na escala Richter (que vai até 10). Os bombeiros de Rolândia registraram vários telefonemas de pessoas falando das explosões do sábado de manhã.

Abalos confirmados
   Um dos quatro sismógrafos instalados em Londrina registrou oito abalos sísmicos na região do bairro Jardim Califórnia entre domingo (10) e terça-feira (12). De acordo com o primeiro relatório dos pesquisadores da Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Universidade de São Paulo (USP), divulgado nesta quarta-feira (13), os tremores de terra variaram entre 1,1 e 1,7 de intensidade.
   Os dados relatados pelos sismógrafos ainda são preliminares e os micro tremores ainda serão investigados. Esse levantamento foi encaminhado para o Centro de Sismologia de São Paulo para um estudo mais detalhado. Como o laboratório está com diversos trabalhos, analisando tremores que acon

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email

VEJA TAMBÉM: