Polêmica sobre amamentar em locais públicos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Polêmica sobre amamentar em...

Que o leite materno é o melhor alimento para o bebê, ninguém tem dúvida. Mas há um projeto de lei em discussão na Assembleia Legislativa do Paraná (ALEP), que prevê multa a quem censurar ou proibir o ato em público.

Depois que uma mãe foi proibida de amamentar seu filho em uma exposição dentro do instituto Itaú Cultural, em São Paulo, um movimento nacional em pró-amamentação, organizou, durante a semana mundial de aleitamento materno, o evento chamado “Mamaço”, cujo objetivo foi conscientizar as pessoas de que a amamentação é um ato de amor, de satisfazer a necessidade do bebê e não há intenção da mulher se expor.

A manifestação ganhou visibilidade e chegou à Assembleia Legislativa. Um projeto semelhante já foi aprovado no Rio de Janeiro. O estabelecimento que proibir uma mãe de amamentar pode receber uma multa de R$ 2.000,00. Em empresas, o valor sobe para R$ 10 mil. Em São Paulo a multa é de R$ 500,00.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda o aleitamento materno exclusivo até o bebê completar seis meses e como complemento até os dois anos. O estatuto da criança e adolescente estabelece que o poder público, as instituições e os empregadores devem oferecer condições adequadas ao aleitamento materno para todas as mulheres.

A mulher tem o direito de amamentar seu bebê em qualquer lugar, seja ele público ou privado, em local fechado ou aberto, na presença ou não de outras pessoas, de qualquer idade, de qualquer sexo ou gênero.

Mesmo que o estabelecimento tenha uma área reservada para a amamentação, quem escolhe o local onde o bebê será amamentado é a mãe. Ela não pode ser constrangida, reprimida ou impedida de alimentar a criança.

Sem informação não há opção. Curta a nossa página no Facebook: Gesta Rolândia.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: