Ideb: Costa e Silva tem a maior nota da história de Rolândia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Ideb: Costa e Silva...

    Pela primeira vez, uma escola municipal rolandense alcança a nota 8 no Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica). A escola Arthur da Costa e Silva, localizada na região central de Rolândia, alcançou a excelente nota com o resultado inédito na cidade na última avaliação pela Prova Brasil, realizada no ano passado.


    A instituição de ensino deixou a penúltima colocação entre as rolandenses em 2013, para não apenas chegar à maior nota entre as escolas municipais, como conquistar também o primeiro 8 no índice para Rolândia. “O resultado foi uma alegria muito grande, porque quando eu peguei a gestão da escola em 2014, estávamos com 4.9”, destacou Elaine Cristina Gorla Tenório, diretora do Costa e Silva.

    De 2014 para cá, Elaine explicou que organizou a escola dentro dos três pilares – alunos, professores e comunidade – para planejar mais envolvimento e melhores resultados nas avaliações. Foram programadas palestras e eventos para as famílias de estudantes, trabalhando pontos que afetavam o desempenho. “Eu estive do outro lado como professora e conseguia captar dentro de sala de aula, através dos pais, comunidade e alunos, qual eram as questões que tínhamos que mudar”, afirmou.

    A escola também se preocupou em ensinar técnicas de estudo, organizar datas de provas, fazer cronogramas e agendas inspirados em escolas particulares. “A Prova Brasil tem uma técnica, que é a de gabarito, mas as nossas crianças não estavam aptas, então começamos a aplicar provas com gabarito”, acrescentou. O resultado veio na avaliação seguinte, em 2015, quando a escola saltou para a nota 7, na terceira colocação da cidade. “O aprendizado das crianças é o que vale para o professor, que se sentiu mais valorizado porque teve resposta dos alunos e da comunidade”, declarou a diretora.

    O Costa e Silva conta com 220 alunos do 1 ao 5° ano e 40 crianças na Educação Infantil, atendidos por 20 profissionais da área pedagógica e dez do administrativo. Elaine ressaltou que esse resultado não seria possível sem a dedicação do corpo docente. “Nossos profissionais deram o sangue, foi um belo trabalho em equipe”, concluiu.

    A média rolandense no Ideb também só registrou crescimentos. Começou com 5.4 em 2007 e foi subindo: – 5.6 em 2009, 5.7 em 2011, 5.8 em 2013, 6.4 em 2015 e 6.9 em 2017. A segunda colocação no Ideb 2017 é da Escola Maria Teixeira Georg, com a nota 7.7. Em seguida, estão as escolas Parigot de Souza (7.4), Vitório Franklin (7.4), Sebastião Feltrin (7.0), Luiz Real do distrito de São Martinho (6.9), Monteiro Lobato (6.8), Geralda Chaves (6.4), São Fernando (6.2), Garrastazu Médici (6.0) e Nossa Senhora Aparecida do distrito do Bartira (5.9).  A escola Maria do Carmo Campos não teve nota, pois não houve um número mínimo de alunos realizando a prova em 2017.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: