Projeto oferece aulas de português para imigrantes em Rolândia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Projeto oferece aulas de...

O Projeto Learning Together (Aprendendo Juntos) oferece aulas de português gratuitas para imigrantes em Rolândia. A coordenadora do projeto, Patrícia de Marchi, 23, conta que o objetivo é ensinar português para os imigrantes que fixaram residência em Rolândia e que encontram dificuldades de comunicação.

As aulas do Projeto são dadas por dez voluntários, todos os sábados, das 14h às 16h, no Centro Comunitário da Paróquia São José. “São 4 turmas e temos 132 alunos, vindos do Haiti, Bangladesh e Santo Domingos. A maioria são homens”, conta Patrícia.

Patrícia conta que os alunos são divididos conforme o nível de linguagem. “Alguns já estão falando bem, escrevendo textos. Alguns não foram alfabetizados em seu país e têm mais dificuldade”. Segundo a coordenadora, os alunos com mais dificuldade são de Bangladesh, onde o idioma oficial é o bengali, mas o alfabeto é árabe. Os haitianos falam francês ou criolo (dialeto local).

Os professores utilizam um livro de ensino de língua portuguesa para estrangeiros, imagens, dinâmicas e escrita. Cada turma tem dois professores. Segundo Patrícia, o material utilizado é adaptado conforme a necessidade dos alunos.

Início do projeto

Patrícia relata que a ideia do projeto surgiu após sua mãe, Isaura, ter lido uma matéria do JR que dizia que um imigrante faleceu no hospital porque não conseguia se comunicar durante o atendimento. “Ela me mostrou a notícia, ficamos indignadas porque é na nossa cidade. Ela me deu a ideia de dar as aulas”, recorda.

Patrícia conversou com a irmã, Lucimara de Marchi, e as duas decidiram iniciar o projeto. Ela entrou em contato com o entrevistado da matéria e eles conseguiram formar uma turma de 20 alunos. As aulas começaram em junho desse ano. “Chamei amigos que falavam inglês, que já tinham viajado e tinham uma experiência fora para dar aulas. A cada aula aparecia pessoas a mais e foi aumentando”, relata a coordenadora.

Voluntários e doações

Os primeiros voluntários do Learning Together são Patrícia, sua irmã Lucimara de Marchi, Degiane Amorim (pedagoga), Edneli Costa (psicóloga) e Irineu de Paula (advogado), Renata Ruziska (professora de português) e Edno Costa (engenheiro). Com o aumento do número de alunos, o projeto necessita de mais voluntários. Patrícia conta que abriu uma página no Facebook para convidar pessoas interessadas. Quem quiser conhecer o projeto pode acompanhar as aulas para entender como funciona. “Quem não quiser dar aulas pode ajudar na elaboração de material”, explica a coordenadora.  Segundo Patrícia, os voluntários podem ser professores de português, pessoas que falem inglês e quem queira ajudar. “Pessoas que queiram fazer o bem”, afirma.

O Learning Together tem apoio da Paróquia São José e do Rotary Clube, que doou materiais escolares para o projeto. Quem quiser contribuir pode doar materiais escolares (cadernos, lápis, borracha, canetas, folhas de sufite). As doações podem ser entregues no centro comunitário durante o horário de aula. “Faço o convite para as pessoas conhecerem o projeto”, chama a coordenadora.

idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: