Comdema aprova projeto de residencial

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on email
  1. Home
  2. /
  3. Notícias Antigas
  4. /
  5. Comdema aprova projeto de...

O Conselho Municipal de Meio Ambiente de Rolândia (Comdema) deu parecer favorável para o projeto de um residencial que será construído próximo da Avenida Airton Rodrigues Alves, numa área que fica atrás do antigo supermercado Brasiluza. A aprovação do projeto se condicionou com o comprometimento da empresa responsável em seguir orientações do Conselho. 


Esse projeto e um outro já haviam sido aprovados em uma reunião anterior do Comdema, mas essa reunião foi cancelada com base em um laudo técnico pedido pelo Ministério Público. Por enquanto, apenas o projeto do residencial foi discutido e teve parecer favorável no encontro desta terça-feira (16) no Sindicato Rural.

Em um primeiro momento, o projeto do residencial foi motivo de muita discussão entre os membros do Comdema. “Nós queríamos um parecer técnico de um especialista sobre o impacto ambiental da obra. Isso nos foi orientado pela própria Promotoria Pública para que, se surgisse algum problema no futuro, não recaísse sobre os conselheiros que aprovaram o projeto”, explicou Daniel Rosenthal, presidente do Comdema. Com o laudo em mãos, o Comdema passou as recomendações para o consultor de investimentos imobiliários, Luís Otávio Candotti, representante dos investidores da área, que afirmou que as orientações seriam seguidas. “Não vejo por que não poderia ser aprovado”, ressaltou Rosenthal. O presidente também revelou que a ideia de um calcionamento, uma garantia, para que as orientações realmente serão seguidas também foi discutido e pode ser acordado entre o Comdema e a construtora do residencial.

O representante dos investidores da área, Luís Candotti, agradeceu à população de Rolândia e aos conselheiros do Comdema pela aprovação. “Nós estamos há meses discutindo esse projeto com o objetivo de melhorá-lo e chegar ao melhor ponto. Foi isso que aconteceu nesta reunião de hoje. Houve visita ao local por parte de uma professora da UEL, que fez o laudo, e analisou a questão ambiental, parque ecológico, cercamento, mina, área permeável. Tudo foi analisado e houve um consenso. Agora vamos poder entregar um empreendimento vendável para Rolândia e que também atenda a questão ecológica”, revelou Candotti. As orientações e sugestões serão seguidas à risca pela construtora, garantiu o consultor. “Não queremos iniciar um empreendimento desses, colocando em risco a nossa credibilidade perante a população. Queremos entregar o melhor”, ressaltou.

O empreendimento a que se refere Candotti tem a vocação para atender o “Minha Casa Minha Vida”, mas com alguns diferenciais, como um pulmão ecológico a sua volta. “Vamos procurar resgatar com a sua arquitetura a identidade de Rolândia, com sua origem alemã, vamos melhorar a acessibilidade”, afirmou o consultor. De acordo com Candotti, inicialmente o empreendimento contemplará 192 apartamentos, divididos em três blocos. “Mas teremos alguns ajustes no projeto ainda”, enfatizou. As obras devem começar dentro de seis meses e o empreendimento deve ser entregue 24 meses depois. Cerca de 100 empregos diretos deverão ser gerados a princípio pelo empreendimento, além dos tributos.
idagencia

idagencia

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on email
Email

VEJA TAMBÉM: